Prémios Incentivo’14: Bruna Pinho

Bruna Pinho tem 23 anos e é natural de Oliveira de Azeméis. Chegada à U.Porto em 2012/2013, completou o primeiro ano do Mestrado Integrado de Psicologia da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da U.Porto (FPCEUP) com média de 18.35 valores. É por isso é um dos 19 estudantes da U.Porto distinguidos com a edição 2014 do Prémio Incentivo, entregues no Dia da Universidade.

Para Bruna Pinho, o Prémio Incentivo "faz-nos acreditar e confiar que, com trabalho e dedicação, podemos chegar a algum lado e que esse lado não só nos vê como também reconhece todo o nosso trabalho".

Foi um ano de descoberta, de encontro, de construção, de definição e crescimento. Conheci pessoas excepcionais, professores geniais, e que em muito contribuíram para este sentimento de segurança; um “estou finalmente em casa”. A faculdade acolheu-me da melhor forma possível e sempre me desafiou a ponto de agora estar aqui a responder a estas questões. Portanto, acho que foi um ano bastante positivo e enriquecedor, e só tenho a agradecer a todas as pessoas que constituem e integram esta Universidade e com as quais tive a sorte de contactar.

De que mais gosta na Universidade do Porto?

Gosto, especialmente, da proximidade e do esforço que desenvolvem no sentido de acolher os estudantes que estão apenas a dar os primeiros passos nesta nova jornada; dos apoios, das iniciativas e das possibilidades que oferecem em termos de cursos e, claro está, da Faculdade de Psicologia que é a minha casa e que representa e transmite esta imagem tão positiva da Universidade do Porto.

De que menos gosta na Universidade do Porto?

Acho que aquilo que menos me agrada é a reduzida comunicação que existe entre as várias faculdades que a integram e, ainda, que este prémio apenas chegue a alguns estudantes. A verdade é que é um prémio que não é individual, resulta de uma acumulação de resultados e que englobam o trabalho de vários estudantes e que mereciam, da mesma forma, ser reconhecidos. Apesar de ter presente o contexto económico do país e de que esta seria uma ideia ilusória, considero que um reconhecimento é sempre um reconhecimento e existem tantos, mas tantos estudantes brilhantes (e eu conheci vários) cuja voz faria todo o sentido estar aqui também representada!

Uma ideia para melhorar a Universidade do Porto?

Por aquela que foi, e continua a ser, a minha experiência na FPCEUP, gostaria de lançar o desafio à Universidade do Porto no sentido de uma maior divulgação de todos os serviços disponíveis nas várias faculdades, não só aos estudantes, mas também à comunidade; tudo isto tendo como objetivo uma maior comunicação e relação entre as várias faculdades que, no fundo, fazem parte de uma mesma unidade e que, por esse mesmo motivo, têm ao seu dispor um conjunto bastante vasto de iniciativas, oportunidades, formações, serviços de apoio, entre muitos outros. Isto é, sendo tão rica, deveria fazer chegar a todos, mais ainda do que já faz, toda a sua dimensão e potencialidade.

Um desejo para a Universidade do Porto, no seu aniversário?

Desejo não só que continue a desenvolver todo este bom trabalho em torno dos estudantes, mas também que continue a repensar e reavaliar quando assim for necessário, que se ajuste, que ouça os estudantes, que os faça chegar lá fora, que os estimule e desafie.

Qual a importância do Prémio Incentivo para o futuro?

Tal como disse acima, é um prémio que carrega consigo, entre muitas outras, as noções de reconhecimento e de valorização de todo o nosso esforço. Para além de servir para o fomentar, funciona como incentivo para o continuarmos a desenvolver e faz-nos acreditar e confiar que, com trabalho e dedicação, podemos chegar a algum lado e que esse lado não só nos vê como também reconhece todo o nosso trabalho. E não é isso que todo o estudante deseja sentir?

NOTA: ATÉ 21 DE ABRIL, CONHEÇAM NO NOTICIAS.UP.PT TODOS OS VENCEDORES DOS PRÉMIOS INCENTIVO 2014 ATRAVÉS DOS TESTEMUNHOS QUE PUBLICAMOS DIARIAMENTE AQUI. PODEM TAMBÉM CLICAR NA TAG (ETIQUETA) “PRÉMIOS INCENTIVO”.