U.Porto apresenta ‘Sciencia para todos’ na Galeria da Biodiversidade

Prensa de secagem de plantas (imagem: autoria desconhecida)

Estamos na década de 1870, altura em que há uma grande preocupação com a divulgação científica e com a educação para a ciência na cidade do Porto em geral, e na Academia Politécnica (APP) em particular. Esta preocupação, partilhada pelos docentes da APP, leva-os a envolverem-se em movimentos de instrução e em expedições científicas, culturais e industriais.

É precisamente neste contexto que surge a sexta sessão do ciclo de palestras ‘Materialidades da Polytechnica’, agendada para o dia 11 de outubro, às 18h00, na Galeria da Biodiversidade – Centro Ciência Viva, o mais recente polo do do Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto (MHNC-UP) a abrir ao público.

Ana Catarina Antunes e Paulo Farinha Marques, ambos docentes do Departamento de Geociências, Ambiente e Ordenamento do Território da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP) são os oradores convidados da sessão, que terá como objeto de destaque uma prensa de secagem de plantas, pertencente à coleção de materiais disponíveis para utilização pelos alunos da Escola de Botânica da Academia Politécnica para a preparação de herbários que posteriormente integravam as coleções científicas do recém-criado “Herbário da Academia Politécnica do Porto”.

A entrada é livre, gratuita e limitada à capacidade do espaço.

Esta sessão está integrada num ciclo alargado de sessões comemorativas dos 180 anos da criação da Academia Politécnica do Porto, que, tendo começado em junho, decorrem às quartas-feiras, ao longo dos meses de outubro, novembro e dezembro, altura do fecho das comemorações. O ciclo é dedicado aos acervos do MHNC-UP, dos museus da FEUP, do ISEP edo ISCAP, e ainda do Arquivo e Fundo Antigo da Reitoria da Universidade do Porto.

O programa completo da iniciativa pode ser consultado aqui.