O Conselho de Representantes da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) acaba de anunciar os resultados da eleição para o cargo de Diretor da faculdade: Rui Calçada, de 53 anos de idade, vai assumir a Direção da FEUP, a maior unidade orgânica da Universidade do Porto, durante o mandato 2022-2026.

Com quase 30 anos de experiência profissional relevante, Rui Calçada tem-se notabilizado na criação de modelos avançados de análise da interação dinâmica comboio-infraestrutura, tendo sido distinguido internacionalmente com o Prémio Robert Moskovic 2020, atribuído pela Sociedade Europeia de Integridade Estrutural (ESIS), como reconhecimento pelas suas contribuições destacadas na área da “Integridade de Infraestruturas e Estruturas Ferroviárias”.

É coordenador do Centro de Saber da Ferrovia da FEUP desde 2014 e foi um dos principais impulsionadores da Plataforma Ferroviária Portuguesa. Desde 2015 é vogal do Conselho de Administração da Plataforma Ferroviária Portuguesa (PFP), em representação da FEUP, e desde 2020 Presidente do Conselho Estratégico da PFP. Esteve envolvido na criação do Centro de Competências Ferroviário (CCF), sendo Presidente do Conselho Científico e Estratégico desde 2021.

Licenciado em Engenharia Civil pela FEUP (1992), Rui Calçada prosseguiu estudos com o Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil (1995), Doutoramento em Engenharia Civil (2003) e Agregação em Engenharia Civil (2013) na Universidade do Porto. Professor Catedrático desde 2014, Rui Calçada assumiu a direção do Departamento de Engenharia Civil da FEUP em 2019. Entre 2012 e 2015 exerceu as funções de vogal da Direção do IC – Instituto da Construção, tendo sido Presidente da Direção desta mesma unidade de investigação entre 2015 e 2019.

Investigador responsável de 16 projetos de investigação e membro da equipa de outros 15 projetos na área da ferrovia, Rui Calçada é Diretor do Programa Doutoral i Rail. Foi o responsável pela participação da FEUP em projetos europeus de grande envergadura no setor da ferrovia: CAPACITY4RAIL, IN2RAIL, RISEN, IN2TRACK2, IN2TRACK3 e na Joint Undertaking SHIFT2RAIL. Ao longo da sua carreira orientou 16 teses de doutoramento e é autor de mais de 300 publicações técnicas e científicas.

É representante da FEUP na EURNEXEUropean rail Research Network of Excellence, no Academia Permanent Advisory Group do ERRAC – European Rail Research Advisory Council e no consórcio Switrack’EN, membro associado da Joint Undertaking Shift2Rail.

Foi responsável pela candidatura do Programa Doutoral iRail – Sistemas e Tecnologias Inovadoras para a Ferrovia, aprovado pela FCT, que envolve a FEUP (instituição coordenadora), a Escola de Engenharia da Universidade do Minho e a Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, assumindo a direção deste programa doutoral desde a sua criação, em 2015.