Produtor cultural e ex-vereador da Cultura da Câmara Municipal do Porto, Paulo Cunha e Silva foi professor de Pensamento Contemporâneo na FADEUP. (Foto: U.Porto)

Vai ser inaugurada na próxima quarta-feira, dia 3 de julho, na Faculdade de Desporto da Universidade do Porto (FADEUP), a exposição bibliográfica “Paulo Cunha e Silva:  Pensamento. Performance. Conhecimento”, integrada nas comemorações da Figura Eminente da Universidade do Porto 2019.

Com esta exposição inédita, pretende-se dar a conhecer ao público o pensamento do antigo estudante e professor do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) e da FADEUP através de uma seleção de textos que desenvolveu no contexto académico, e no quadro mais alargado da interdisciplinaridade além da fronteira especializada da Academia.

Partindo de uma das expressões utilizadas pelo ex-vereador da Cultura da Câmara Municipal do Porto (“Ora vamos lá baralhar isto tudo”), pretende-se então promover e destacar “o seu contributo para o campo disciplinar das Ciências do Desporto, para outras áreas de conhecimento na sua complementaridade e para a Cultura, ao dominar problematizações e instaurar outros olhares sobre o “corpo” (o mesmo é dizer sobre o ser humano)”.

Com entrada livre, a exposição estará patente ao público até 3 de dezembro. Em paralelo, haverá espaço para três momentos de debate em torno deste legado, tendo em vista o cenário futuro de novos processos de conhecer.

Com “Paulo Cunha e Silva:  Pensamento. Performance. Conhecimento” cumpre-se então mais uma das “Dobras” do vasto programa de iniciativas – entre exposições, conferências, conversas, concertos, performances e  edições – que estão a marcar as comemorações da Figura Eminente da U.Porto 2019. Iniciadas simbolicamente a 23 de março, com um concerto da Orquestra Sinfónica do Porto na Casa da Música, as celebrações tiveram como primeiro ponto alto a inauguração da exposição “À Volta do Ato Médico”, patente na Reitoria da U.Porto desde o passado dia 3 de abril. Até final do ano, haverá ainda lugar ao lançamento de duas obras que prometem lançar novas luzes sobre o pensamento de Paulo Cunha e Silva.

Sobre Paulo Cunha e Silva

Licenciado em Medicina pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) e mestre em Medicina Desportiva pela Faculdade de Medicina da U.Porto (FMUP), Paulo Cunha e Silva (1962-2015) foi Professor de Anatomia no ICBAS e Professor Associado de Pensamento Contemporâneo e Corpo e Desporto no Mundo Contemporâneo na Faculdade de Desporto (FADEUP), onde se doutorou em Ciência do Desporto.

Em paralelo com a carreira académica, foi um dos principais responsáveis pela programação do Porto 2001, presidiu o Instituto da Artes do Ministério da Cultura (2003-2005), foi coordenador científico dos Estudos Contemporâneos da Fundação de Serralves, e comissariou várias exposições relevantes. Nos últimos anos da sua vida, destacou-se no papel de vereador da cultura na Câmara Municipal do Porto (2012-2015), no âmbito do qual desenhou iniciativas marcantes como Um objeto e os seus discursosCultura em expansão ou o Fórum do futuro.

Considerado a Personalidade do Ano do Jornal Público e um dos 200 portugueses mais influentes pela revista Visão, Paulo Cunha e Silva foi condecorado pelo governo francês com o título de Cavaleiro da Ordem das Artes e Letras. A titulo póstumo, foi-lhe ainda atribuída a Medalha Municipal de Honra da Cidade do Porto. Faleceu precocemente a 11 de novembro de 2015, aos 53 anos, vítima de um enfarte do miocárdio.

Mais informações aqui, ou através do e-mail cultura@reit.up.pt.