“Outras Histórias do Porto” encerram comemorações do centenário do Orfeão

Grupos artísticos do Orfeão vão revisitar a história do OUP através da música, dança e outras artes.

Depois de mais um ano recheado de celebrações um pouco por todo o país, a festa do Centenário do Orfeão Universitário do Porto (OUP) vai despedir-se no próximo dia 3 de março com uma edição muito especial do tradicional Sarau Anual do OUP, a decorrer na Casa da Música.

Com início marcado para as 18 horas, “Outras Histórias do Porto” é um espetáculo que, através da música, dança e outras artes, procura “reunir” em palco toda a história do Orfeão Universitário do Porto, mas também da cidade e da sua Universidade. No palco da CdM, os 17 grupos artísticos do OUP procurarão assim “celebrar os momentos de música, de dança e de artes; as viagens e os povos; as vidas tocadas e engrandecidas; as mais profundas amizades; a cumplicidade e solidariedade entre as sucessivas gerações de orfeonistas e o público; e todas as histórias e estórias de que esta instituição é feita”, projeta a organização

O surgimento do traje feminino, a criação dos grupos do Orfeão Universitário do Porto ou ainda a criação dos Festivais de Tunas serão alguns dos marcos históricos que servirão para levar ao palco a vida centenária do OUP. O espetáculo, constituído por três atos, que terá a duração aproximada de duas horas.

Os bilhetes já podem ser adquiridos por 10 euros, nas bilheteiras da Casa da Música.

Mais informações no site oficial do Orfeão ou através do e-mail orfeao@orfeao.up.pt.

Sobre o OUP

O Orfeão Académico do Porto foi fundado em 6 de março de 1912, nas comemorações do primeiro aniversário da Universidade do Porto, por um grupo de estudantes entusiastas, conscientes da necessidade de completar a ação formativa que devia ter a sua universidade. Torna-se assim o primeiro organismo de cariz extracurricular da Universidade do Porto a reunir estudantes de todas as Faculdades.