VIII Bienal de Pintura de Pequeno Formato distingue estudante da FBAUP

Fábio Moreira Araújo recebeu o prémio no passado dia 8 de julho. (Foto: DR)

Fábio Moreira Araújo, estudante que acaba de completar o 3.º ano da Licenciatura em Artes Plásticas – Pintura da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (FBAUP), é um dos vencedores da edição deste ano do prémio Joaquim Afonso Madeira, atribuído no âmbito da VIII Bienal de Pintura de Pequeno Formato, que decorre no Moinho de Maré, em Alhos Vedros.

No Sofá é o título da obra premiada. (Imagem: DR)

Foi com a obra “No Sofá”, concebida em óleo s/ papel montado em MDF, que o estudante portuense convenceu o júri do prémio. Nela, Fábio Araújo propõe uma reflexão acerca da relação do desenho com a pintura” onde “o gesto, a ação e a intenção estabelecem uma ligação com o próprio suporte”. A pintura final resulta de “uma série de decisões e indecisões tomadas no imediato, partindo do geral para o detalhe, da linha para a mancha, do espaço vazio para o espaço cheio, de selecionar o que é relevante e excluir o que no momento se torna supérfluo de representar. Há uma procura da forma e da volumetria, dadas a partir de rápidas e breves pinceladas que harmonizam com o desenho inicial de linhas sinuosas. O tempo de realização da pintura não se prolonga, estando sempre em constante mudança, ela é realizada em apenas uma sessão”, lê-se na memória desciritiva da obra.

A edição de 2017 a VIII Bienal de Pintura de Pequeno Formato – Prémio Joaquim Afonso Madeira contou com 163 concorrentes concorrentes. Para além do estudante da FBAUP, foram ainda distinguidos Manuel Almeida (vencedor ex aequo) e Katin d’Heureuse (menção honrosa).

A entrega do Prémio Joaquim Afonso Madeira, no valor de 800 euros, realizou-se no passado dia 8 de julho em Moinho de Maré, Alhos Vedros. Com entrada livre, a exposição com os 23 trabalhos selecionados e vencedores deste ano estará patente até dia 5 de agosto e pode ser visitada de quinta-feira a domingo, das 15h00 às 19h00 e das 21h00 às 23h00.

Promovida em conjunto pela Câmara Municipal da Moita, Junta de Freguesia de Alhos Vedros e CACAV – Círculo de Animação Cultural de Alhos Vedros, a Bienal de Pintura de Pequeno Formato – Prémio Joaquim Afonso Madeira pretende ser um incentivo à criação artística, no domínio da pintura, através do apoio aos artistas, na valorização do seu trabalho e no encontro deste com a comunidade.

Mais informações aqui.