Maria de Lurdes Correia Fernandes nomeada para Comité do Vaticano

O Papa Francisco nomeou a investigadora da FLUP para o Comité Pontifício de Ciências Históricas.

O Papa Francisco nomeou a investigadora da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP) e vice-reitora da Universidade do Porto, Maria de Lurdes Correia Fernandes, como o mais recente membro do Comité Pontifício de Ciências Históricas.

A investigadora em Cultura Portuguesa dos séculos XV a XVIII, História do “sentimento religioso” e Literatura Hagiográfica é a primeira portuguesa  a integrar este órgão da Cúria Romana, juntando-se a um restrito grupo de 27 especialistas internacionais em História Religiosa.

O Comité Pontifício de Ciências Históricas funciona em colaboração com a Biblioteca Apostólica Vaticana, o Arquivo Secreto do Vaticano e com as diversas academias culturais da Igreja Católica, sendo uma das suas funções o apoio e o estímulo ao estudo das línguas clássicas, nomeadamente o latim e o grego.

Maria de Lurdes Correia Fernandes é licenciada em Línguas e Literaturas Modernas e doutorada em Cultura Portuguesa dos séculos XV a XVIII pela Faculdade de Letras da U.Porto.

Entre as suas obras destacam-se o estudo sobre A Biblioteca de Jorge Cardoso (1666-9), autor do Agiológio Lusitano: cultura, erudição e sentimento religioso no Portugal Moderno (2000), “O tempo do Desengano. Das aparências da vida à verdade da morte nos Relógios Falantes de D. Francisco Manuel de Melo” (2005), “Espelhos, cartas e guias. Casamento e espiritualidade na Península Ibérica” (1995), bem como diversos outros estudos sobre as culturas ibéricas da Época Moderna.