Jorge Olímpio Bento distinguido pelo Comité Olímpico de Portugal

Jorge Olímpio Bento , COP

Jorge Olímpio Bento encerrou a sua carreira académica no passado dia 25 de abril. (Foto: COP)

O Comité Olímpico de Portugal (COP) vai agraciar Jorge Olímpio Bento, Professor Jubilado e ex-diretor da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto (FADEUP), com a Ordem Olímpica Nacional, a mais alta distinção daquele organismo, em reconhecimento do “inestimável serviço prestado ao desporto nacional, ao movimento Olímpico e a Portugal”.

Jorge Olímpio Bento, cuja carreira académica encerrou oficialmente no passado 25 de abril, após 52 anos a desempenhar funções de destaque em vários órgãos científicos e de gestão da FADEUP, é considerado pelo COP “uma personalidade unanimemente reconhecida no mundo académico e desportivo lusófono, sendo uma referência ímpar para todos os estudantes de língua portuguesa nas áreas do desporto, educação física e estudos olímpicos”.

Em comunicado, a entidade máxima do desporto em Portugal destaca “a dimensão, a transversalidade, o prestígio e o valor da sua obra em diversos países de expressão portuguesa, nomeadamente no domínio da pedagogia e do estudo do desenvolvimento da educação física e do desporto”. E lembra que “Jorge Olímpio Bento personifica no seu percurso de vida desportiva, cívica e académica, primeiro como estudante e depois como docente, um exemplo cimeiro na criação de parcerias entre inúmeras instituições universitárias nos mais diversos pontos do mundo, incorporando nesta missão os traços distintivos que revemos nos valores e princípios do Olimpismo”.

Em reação à distinção, Jorge Bento mostra-se “naturalmente, muito reconhecido ao Comité Olímpico de Portugal. Em primeiro lugar, pela honraria com que me distinguiu. O COP foi assaz generoso comigo. Em segundo lugar, pela principal justificação invocada para a atribuição da distinção. Realmente, consagrei bastante tempo da carreira académica a tentar tirar o desporto de uma visão de menoridade intelectual, e a evidenciar a matriz antropológica, axiológica, filosófica, ética e estética que o funda. Creio ter dado um contributo para situar o desporto no quadro de princípios e valores, de símbolos e significados que o transcende e legítima”, realça o docente, que foi também eleito como membro emérito do Comité Olímpico de Portugal.

Licenciado em Educação Física pelo Instituto Nacional de Educação Física (INEF) e doutorado em 1982 na Ernst-Moritz-Arndt-Universität Greifswald (Alemanha), era, até à data da sua jubilação, Professor Catedrático da Faculdade de Desporto da U.Porto desde maio de 1993, tendo sido Presidente do Conselho Científico (1986-1996). Entre 1995 e 1998, assumiu o cargo de Pró-Reitor da Universidade do Porto.

Primeiro diretor da FADEUP eleito – em 2010 – após a entrada em vigor das alterações estatutárias impostas pelo Regime Jurífico das Instituições de Ensino Superior, desempenhou as funções de Presidente do Conselho Superior do Desporto de Portugal (2001-2002) e foi Vereador do Pelouro do Desporto da Câmara Municipal do Porto (1997-1999). Em 2007 e 2012 foi distinguido como Doutor Honoris Causa, respetivamente pela Universidade Federal do Amazonas, em Manaus (Brasil) e pela Kasetsart University, Bangkok (Tailândia).

A entrega da Ordem Olímpica Nacional a Jorge Olímpio bento vai ter lugar durante o XVI Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa, que decorrerá entre o dia 27 e 30 de setembro, na FADEUP.