FEUP celebra a excelência dos seus doutorados em evento inédito

Cerimónia vai ter como momento alto a atribuição do Prémio Carreira da FEUP a Luís Valente de Oliveira (Foto: D.R.)

É a primeira vez que a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) organiza uma cerimónia para distinguir os novos doutorados. Designada por “Conferment Ceremony”, a iniciativa terá lugar no próximo dia 14 de março e tem como principal objetivo distinguir os novos “engenheiros doutores”, particularmente, os que obtiveram este grau com distinção “Cum Laude”.

COm início marcado para as 17h00, no Auditório da FEUP, a cerimónia vai abrir com o Cortejo Académico e inclui a entrega dos prestigiados prémios atribuídos pela Fundação Eng.º António de Almeida e a homenagem aos doutorados pela FEUP que obtiveram o seu diploma há 25 (prata) e 50 (ouro) anos. O momento alto do programa será a atribuição do Prémio Carreira, que pretende reconhecer um alumnus que se tenha distinguido ao longo da sua carreira, que constitua uma referência profissional para os seus pares e para a comunidade, e que tenha contribuído para a consolidaçãoda imagem da FEUP enquanto escola de referência na área da Engenharia.

Por unanimidade do júri, Luís Valente de Oliveira é a primeira personalidade a receber o Prémio Carreira da FEUP. É o reconhecimento pela “excecional, brilhante e polifacetada carreira dentro e fora da FEUP, como educador, como técnico, como político e como gestor”.

Esta não é a primeira distinção atribuída ao antigo Professor Catedrático da FEUP, Vice-Presidente da AEP e Administrador da Fundação de Serralves. Entre muitas outras nomeações e homenagens, Luís Valente de Oliveira foi o primeiro galardoado com a Medalha de Mérito da Universidade do Porto (2012) pelo seu contributo para “o reforço do prestígio nacional e internacional” da instituição. Mais recentemente, em 2017 foi também agraciado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant’iago da Espada “pelos seus notáveis méritos, de extraordinária relevância para Portugal, que o torna merecedor desta distinção” e por ser “um português de exceção, palavras do próprio PR.

Nascido a 29 de agosto de 1937, em São João da Madeira, Luís Valente de Oliveira licenciou-se em Engenharia Civil na Faculdade de Engenharia, onde se doutorou e foi posteriormente Docente (Catedrático desde 1980) especializado em Planeamento dos Transportes, do Território e do Desenvolvimento Regional. O percurso académico não se limitou a Portugal Continental, uma vez que se diplomou em Planeamento Regional no Instituto de Estudos Sociais de Haia, na Holanda (1969) e alcançou o grau de Master of Science em Transportes pelo Imperial College de Londres (1971).

Luís Valente de Oliveira possui um vasto e notável currículo de participação cívica em diversas instituições de interesse público nacional, tendo-se notabilizado enquanto Ministro da Educação e Investigação Científica (1978-1979), Ministro do Planeamento e Administração do Território (1985-1995) e Ministro das Obras Públicas, Transportes e Habitação (2002-2003). Entre 1979 e 1985 assumiu ainda a Presidência da Comissão de Coordenação da Região do Norte (CCDRN).

Mais informações aqui.