Eduardo de Oliveira Fernandes recebe Prémio Personalidade EnergyLive 2017

Professor Eduardo de Oliveira Fernandes está há mais de 40 anos na U.Porto.

Eduardo de Oliveira Fernandes, investigador do Instituto de Ciência e Inovação em Engenharia Mecânica e Engenharia Industrial (INEGI), Professor Emérito da Universidade do Porto e ex-secretário de Estado, foi agraciado com o Prémio Personalidade EnergyLive 2017 pela Fundação AIP no Green Business Week, um evento de transferência de conhecimento, empreendedorismo e inovação tecnológica, que se realizou no Centro de Congressos de Lisboa, de 15 a 17 de março. A distinção premeia o trabalho desenvolvido por Eduardo de Oliveira Fernandes na dinamização do setor da energia em Portugal, ao longo da sua carreira.

“A distinção que recebi é, de facto, um reconhecimento que muito me honra e que agradeço. No entanto, não posso deixar de aproveitar esta oportunidade para enfatizar que é necessário que as políticas na área da energia tenham em conta as especificidades da amenidade do clima em Portugal, nomeadamente no que concerne à energia nos edifícios, onde há espaço para explorar a suficiência energética antes de embarcar na eficiência”, salienta.

Para Eduardo de Oliveira Fernandes, que durante a sua carreira se tem focado na problemática da utilização da energia para o conforto nos edifícios no país, particularmente no papel da suficiência antes da ênfase na eficiência energética, “o papel do projeto de arquitetura e da construção explorando o diálogo com o clima é, em geral, mais significativo em termos de qualidade do ambiente interior e em termos económicos para os cidadãos pela redução das necessidades energéticas, do que a eficiência energética alheada daqueles valores que bolem necessariamente com o planeamento das cidades, o urbanismo e a adesão dos profissionais de arquitetura”.

Licenciado em Engenharia Mecânica pela Faculdade de Engenharia da U.Porto, em 1967, e doutorado em ciências técnicas pela EPF Lausanne, em 1973, Eduardo de Oliveira Fernandes dedicou grande parte do seu percurso profissional à U.Porto, tendo lecionado na FEUP durante cerca de 40 anos (1974 – 2013). Professor catedrático na FEUP desde 1975, recebeu, em 2015, o título de professor emérito da U.Porto. Paralelamente à sua carreira académica, desempenhou cargos políticos relevantes, destacando-se o de Secretário de Estado do Ambiente (1984 – 1985) e o de Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Economia (2001 – 2002). Foi também responsável por vários projetos científicos e de intervenção no país e no estrangeiro.

O Green Business Week pretende servir de ponte entre a academia e o mundo empresarial, fomentando a transferência do conhecimento nas áreas da Energia e do Ambiente com vista à criação de valor no tecido económico. Integra uma zona de mostra tecnológica, conferências, bem como momentos para as startups apresentarem as suas ideias de negócio a potenciais investidores.