Edifício do I3S nos finalistas ao Prémio Enor 2017

O edifício do I3S foi inaugurado em 2016. (Foto: Egidio Santos/U.Porto)

O projeto do edifício do I3S – Instituto de Investigação e Inovação em Saúde da Universidade do Porto, da autoria dos arquitetos João Pedro Serôdio, Professor na Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP) e e investigador do CEAU-FAUP, e Isabel Furtado, do gabinete Serôdio Furtado e Associados, Arquitectos, é um dos finalistas ao Prémio de Arquitectura Ascensores Enor 2017.

O júri, composto por Jesús Irisarri Castro (presidente), Carlos Quintáns Eiras, José María Sánchez García, Bet Capdeferro, Santiago de Molina e Cristina Guedes, selccionou um total de 21 obras como finalistas e candidatas a serem reconhecidas com o Grande Prémio Enor e com o Prémio Enor de Arquitectura Jovem.

Entre as obras finalistas, contam-se também os projetos portugueses ‘Casa em Alfama’ (Lisboa) de Pedro Matos Gameiro e ‘Torre de Palma Wine Hotel’ (Monforte) de João Mendes Ribeiro e Luisa Bebiano.

O anúncio das obras vencedoras e o lançamento da sétima edição dos Prémios Enor terá lugar em novembro deste ano.

Criado com o objetivo de premiar as melhores obras de arquitectura realizadas por arquiteto ou arquitetos de qualquer país, o Prémio de Arquitectura Ascensores Enor apresenta-se “como uma oportunidade para celebrar a melhor arquitectura, a partir da certeza de que a boa arquitectura pode acontecer igualmente nos projectos de maior escala como também naqueles mais pequenos e simples; nos centros das grandes capitais ou nos lugares mais recônditos; a partir de programas de utilização mais complexos ou para satisfazer necessidades muito elementares”.

Mais informações aqui.