Doutorando da FLUP é o novo diretor regional de Cultura do Norte

António Ponte chega à DRC do Norte após passagens pelo Museu de Vila do Conde e pelo Paço dos Duques de Bragança. em Guimarães. (Foto: DR)

O museólogo António Manuel Ponte, mestre e doutorando em Museologia pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP), foi escolhido pela Secretaria de Estado da Cultura para assumir a posição de director regional de Cultura do Norte, sucedendo no cargo à arquiteta Paula Silva.

Natural de Mindelo (Vila do Conde), António Ponte (1970) desenvolveu grande parte da sua carreira museológica no Museu de Vila do Conde (de 1994 a 2009, e também desde 2012), tendo estado ligado a diversas intervenções no domínio da museologia, de onde se destacam a Alfândega Régia – Museu da Construção Naval / Nau Quinhentista e a renovação da Casa de José Régio. Passou ainda pelo Paço dos Duques de Bragança, em Guimarães, de que foi diretor entre 2009 e 2012.

A nível académico, o novo líder da DRC do Norte é licenciado em Ciências Históricas pela Universidade Portucalense (1993), mas iniciou desde cedo a ligação à FLUP, onde concluiu uma Pós-Graduação em Museologia em 1993. Regressaria mais tarde para completar o Mestrado em Museologia (2007) com uma tese sobre o  tema das Casas-Museu, e está inscrito desde 2008, no Doutoramento em Museologia da mesma faculdade.

A nomeação de António Ponte enquadra-se na reestruturação das diferentes DRC dispersas pelo país, anunciada esta segunda-feira pela  Secretaria de Estado da Cultura. Entre as escolhas do Secretário de Estado Jorge Barreto Xavier, destacam-se ainda as nomeações de Ana Paula Amendoeira e Maria Alexandra Gonçalves, que assumem as DRC do Alentejo e do Algarve, respetivamente. Celeste Amaro, na DRC do Centro, é a único nome reconduzido no cargo.