Comissão Europeia aprova “com distinção” novo doutoramento da FLUP

A Comissão Europeia acaba de aprovar a atribuição de um financiamento de 3,9 milhões de euros ao novo Programa Doutoral Migration and Modernity: Historical and Cultural Challenges (MOVES), um projeto conjunto da Universidade do Porto e de mais quatro universidades europeias (Univerzita Karlova Praze, Université Montpellier III Paul Valéry, Freie Universität Berlin e University of Kent)

Com início previsto para o ano letivo de 2019/2020, o programa MOVES propõe-se a promover uma análise histórica dos movimentos populacionais do passado para contextualizar a atual crise de migração, através da realização de estudos comparativos. O objetivo é envolver especialistas das Humanidades e das Ciências Sociais  na definição e disseminação de soluções inovadoras que apoiem a resposta dada pelos países nas questões relacionadas com a gestão da migração.

A candidatura do programa a financiamento europeu foi uma das 81 apresentadas no âmbito da iniciativa European Joint Doctorates (EJD) do programa Marie Skłodowska-Curie (Horizonte 2020), tendo obtido um resultado de 98%, classificação mais elevada entre as seis que foram aprovadas.

Para além das cinco universidades envolvidas, o MOVES conta com 18 parceiros não-académicos, incluindo organizações não-governamentais, associações de solidariedade e indústrias criativas. Na U.Porto, o Programa Doutoral vai mobilizar uma equipa de docentes de quatro departamentos da Faculdade de Letras (FLUP), sob a coordenação de Rui Carvalho Homem (do Departamento de Estudos Anglo-Americanos).

O Horizonte 2020 é um programa da União Europeia que vai disponibilizar cerca de 80 mil milhões de euros para projetos de investigação e inovação (entre 2014 e 2020).