Abel Salazar, Egas Moniz e as duas culturas, por Manuel Valente Alves

Exposição reúne pinturas até agora desconhecidas de Abel Salazar.

Na sequência da exposição Inéditos de Abel Salazar, patente até 24 de maio  na Casa da Cultura de Estarreja, e no âmbito do Dia Internacional dos Museu (18 de maio), a Casa da Cultura de Estarreja recebe este sábado, dia 17 de maio, pelas 18h00, a conferência Abel Salazar, Egas Moniz e as duas culturas, protagonizada pelo médico Manuel Valente Alves.

Nesta sessão organizada pela Casa-Museu Abel Salazar e pela Casa-Museu Egas Moniz, o atual diretor do Museu de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FMUL) e co-regente da disciplina de História da Medicina do curso de mestrado integrado em Medicina da FMUL vai abordar o percurso de duas das mais importantes figuras da ciência portuguesa do século XX à luz da sua relação com a arte. Desenvolvendo trabalho de investigação nas áreas da história da medicina e do pensamento médico e das suas relações com a cultura visual, Manuel Valente Alves editou e co-editou cerca de duas dezenas de livros e comissariou várias exposições institucionais. É membro da Academia Nacional de Medicina de Portugal. A par da atividade clínica, de investigação e de docência universitária, trabalha como autor na área das artes visuais.

A conferência será precedida pela apresentação do site da Associação Portuguesa de Casas Museu, da qual fazem parte ambas as Casas-Museu.

Inaugurada a 24 de abril, Inéditos de Abel Salazar reúne pinturas nunca antes apresentadas ao público, da autoria do histórico professor da Universidade do Porto. Com entrada livre, a exposição vai estar patente até 24 de maio.