A FLUP vai ser mais amiga do ambiente

A FLUP vai investir na melhoria do desempenho energético de forma a subir dois níveis na classificação de eficiência energética do seu edifício principal.

De forma a diminuir a sua pegada ecológica e a promover um melhor desempenho energético no seu edifício principal, a Faculdade de Letras da U.Porto (FLUP) apresentou uma candidatura ao “Concurso para aumento da eficiência energética nas infraestruturas públicas no âmbito da Administração Central do Estado” promovido pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR/Portugal 2020).

A operação “EE+@FLUP – Promoção de uma maior Eficiência e Sustentabilidade Energética na Faculdade de Letras da Universidade do Porto”, aprovada em setembro de 2017, prevê a implementação de medidas de eficiência energética em três áreas: a substituição dos atuais sistemas de iluminação por lâmpadas LED, a substituição de caixilharia e melhoria das caraterísticas solares dos vidros e a instalação de um sistema de produção de energia solar através de painéis fotovoltaicos para autoconsumo.

Com conclusão prevista para setembro de 2019, a operação já se encontra atualmente em execução, tendo sido até ao momento substituídas 1641 lâmpadas convencionais por outras tantas lâmpadas LED, o que se traduz numa poupança energética de 39.119 Watts.

A implementação das medidas previstas nesta operação permitirá a subida de dois níveis na classificação de eficiência energética do edifício principal da FLUP, o que conduzirá, naturalmente, a uma poupança dos consumos de energia elétrica e de gás natural.

A nível nacional, a operação EE+@FLUP contribuirá para que seja possível alcançar os objetivos e metas estabelecidas para a Administração Pública no âmbito do Programa de Eficiência Energética na Administração Pública (Eco.AP), ou seja, a redução em 30% do consumo de energia do Estado, contribuindo para a concretização da meta geral do Plano Nacional de Ação para a Eficiência Energética (PNAEE), e consequente redução da despesa pública.

Para a diretora da FLUP, Fernanda Ribeiro, “além de contribuirmos para a sustentabilidade ambiental, esta intervenção na FLUP tem também um impacto financeiro e ajuda a promover uma cultura de eficiência e combate ao desperdício, que procuramos estimular”.

A Operação EE+@FLUP é um projeto cofinanciado pelo PO SEUR, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo de Coesão e a sua implementação pode ser acompanhada na página da FLUP.