U.Porto é a “nova casa” de mais de 5 mil novos estudantes

Os estudantes foram recebidos em ambiente de festa, em frente à Reitoria da Universidade do Porto. (Foto: U.Porto)

Os sorrisos dos “caloiros”, o orgulho das famílias e o olhar curioso dos que passavam encheram esta quinta-feira a Praça Gomes Teixeira, em frente à Reitoria da Universidade do Porto. Foi num ambiente de festa, onde não faltou o bom tempo e boa disposição, os novos estudantes receberam as boas-vindas à Universidade e à cidade, que serão a sua nova casa nos próximos anos.

“A TUA NOVA CASA” foi o mote de uma festa onde participaram os perto de 4 mil estudantes preencheram a quase totalidade das vagas disponibilizadas pela universidade no Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior e os cerca de 1000 estudantes internacionais, de mais de 100 nacionalidades, que chegam pela primeira vez à U.Porto através do Concurso Especial para Estudantes Internacionais ou de programas de mobilidade estudantil como o Erasmus+.

Os Flyers Desportus animaram a sessão com a sua acrobacias. (Foto: Rui Farinha/U.Porto)

Reunidos em frente à Reitoria da Universidade do Porto, junto da conhecida “Fonte dos Leões”, os novos estudantes divertiram-se ao som das vozes da TAFDUP – Tuna Académica da Faculdade de Direito da Universidade do Porto, que animaram a festa com o verdadeiro espírito académico. Seguiram-se os Flyers Desportus, o Grupo Académico de Ginástica Acrobática da Faculdade de Desporto da U.Porto (FADEUP) que, perante uma plateia de centenas de pessoas, apresentou uma performance onde conjugam a dança com ginástica acrobática.

O Reitor da U.Porto deu as boas-vindas à Universidade. (Foto: Rui Farinha/U.Porto)

“Sejam bem-vindos à vossa nova casa”. Foi com esta frase que os mais de 5 mil novos estudantes da Universidade do Porto foram depois recebidos, pelo Reitor da Universidade do Porto, António de Sousa Pereira, num discurso onde destacou que “ser caloiro encerra um mundo de interrogações, desafios, expectativas e alguns receios”. E acrescenta: “a Universidade do Porto preza os pergaminhos de hospitalidade da cidade que lhe dá nome e não deixará de vos ajudar nesta etapa determinante das vossas vidas, que é a entrada no ensino superior”.

Numa intervenção presenciada pelos membros dos diversos órgãos da universidade e da cidade, incluindo a equipa reitoral e representantes das faculdades, António de Sousa Pereira não escondeu “a felicidade de receber muitos dos melhores estudantes deste país”. Aos estudantes, pediu ainda que estivessem “absolutamente comprometidos com a sua formação superior” e que “neste período [início do ano letivo] se evitem os excessos nas celebrações académicas”.

Seguiu-se a intervenção de João Pedro Videira, Presidente da Federação Académica do Porto (FAP), que assinalou o alojamento como uma das principais preocupações dos estudantes, salientando a importância de encontrar soluções para o problema que inúmeros estudantes estão a enfrentar. Já Catarina Araújo, vereadora da Câmara Municipal do Porto para a Juventude e Desporto, deu as boas-vindas oficiais à cidade, manifestando a satisfação em conhecer os novos estudantes da Universidade mais procurada do país.

A sessão encerrou com uma “foto de família” em frente ao edifício da Reitoria. (Foto: Rui Farinha/U.Porto)

Terminados os discursos e recebidos “oficialmente” em casa, os novos estudantes foram convidados a tirar uma fotografia da “família U.Porto”, que nos próximos anos vai partilhar os corredores das 14 faculdades da U.Porto. Este é o momento que simboliza o arranque oficial de um percurso na Universidade do Porto.

Os estudantes receberam uma pulseira que lhes dá acesso gratuito a mais de 20 espaços e museus da cidade do Porto (Foto: Rui Farinha/U.Porto)

Antes e após as intervenções, os estudantes tiveram então a oportunidade de levantar o seu Kit de Estudante junto das bancas das respetivas faculdades. Aí, e para além de receberem informação detalhada sobre a Universidade e os seus serviços, os novos estudantes receberam uma pulseira que lhes dá, entre 13 e 16 de setembro, entrada gratuita em vários espaços e museus da Invicta. Entre os mais de 20 espaços que se associaram ao roteiro proposto pela Universidade incluem-se a Igreja e à Torre dos Clérigos, a Casa da Música,  a Sé Catedral, o Museu e Jardins de Serralves, o Museu Nacional de Imprensa, o Estádio do Dragão, entre muitos outros.

O arranque oficial das aulas na U.Porto está agendado para esta segunda-feira, dia 17 de setembro. Em paralelo, também as faculdades estão a dinamizar programas especiais de receção e acolhimento aos seus novos estudantes.

Recorde-se que a Universidade do Porto foi a instituição que registou a mais alta taxa de procura nesta primeira fase do concurso nacional de acesso ao Ensino Superior, preenchendo 99,8% das vagas disponibilizadas. A U.Porto é também a universidade que possui as mais altas notas de entrada em todo o país: regista a mais alta classificação média de acesso entre as universidades portuguesas (159 valores de média de entrada no universo de todos os seus 52 cursos) e coloca 10 cursos no top 25 da lista dos cursos com as mais altas notas do último colocado.