Reitoria da U.Porto recebe comemorações do Dia da Europa

A Parada do Dia da Europa vai terminar na Reitoria da U.Porto. (Foto: U.Porto)

A União Europeia consagra o dia 9 de maio como o Dia da Europa, a data em que se celebra a paz e a união por toda a comunidade. No Porto, a efeméride vai celebrar-se com uma parada no Quarteirão das Carmelitas que se inicia na Torre dos Clérigos e que vai terminar na Reitoria da Universidade do Porto, na Praça Gomes Teixeira.

As celebrações vão arrancar às 15h00, junto à Torre dos Clérigos, local onde vai decorrer uma performance protagonizada por alunos do ensino secundário e e por estudantes da U.Porto integrados no programa ERASMUS. A parada segue depois rumo à Livraria Lello, às 16h00, para chegar à Praça Gomes Teixeira às 16h15.

Ao longo do percurso, vão ser feitas alusões a várias figuras históricas, através das quais se pretende dar a conhecer “o impacto da aplicação das políticas europeias na Região do Norte e, em particular, o retorno dos fundos europeus”, de acordo com a organização. Entre as figuras históricas que vão ser lembradas incluem-se Robert Schuman, um dos mentores da comunidade de países europeus, mas também o poeta Luís de Camões, o arquiteto Nicolau Nasoni e a cientista Marie Curie.

Na Reitoria da U.Porto, haverá intervenções da vice-reitora da U.Porto para a Cultura, Fátima Vieira, a chefe de unidade da DG REGIO da Comissão Europeia, Carole Mancel-Blanchard, e o presidente da da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N) e gestor do Norte 2020, Fernando Freire de Sousa.

Esta iniciativa está integrada na campanha #EUinmyRegion, lançada pela Comissão Europeia, com o intuito de aumentar o conhecimento dos cidadãos europeus sobre os projetos que têm sido apoiados nas suas regiões.

Sobre o Dia da Europa

Foi a 9 de maio de 1950 que o então Ministro dos Negócios Estrangeiros de França, Robert Schuman, propôs a criação de uma entidade supranacional para supervisionar a produção de carvão e de aço da República Federal da Alemanha e de França. A proposta de Schuman foi aceite pelo chanceler da Alemanha Oeste, Konrad Adenauer, e ao acordo aderiram também a Holanda, a Bélgica, o Luxemburgo e a Itália. Este conjunto de países viria a criar a Comunidade Europeia do Carvão e do Aço (CECA), a qual foi a génese da Comunidade Económica Europeia (CEE) e da União Europeia (UE).

O 9 de maio, Dia da Europa, é por isso celebrado como um dia de paz e união em toda a comunidade europeia. A Parada do Dia da Europa é da responsabilidade da CCDR-N, autoridade que gere o Norte 2020.