Professor da FFUP preside órgão máximo dos toxicologistas europeus

Félix Carvalho é Professor Catedrático do Laboratório de Toxicologia da FFUP, e líder do grupo de Toxicologia do Laboratório Associado UCIBIO-REQUIMTE. (Foto: DR)

Félix Carvalho, Professor Catedrático da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto (FFUP), é o novo Presidente da EUROTOX, o organismo equivalente à Federação dos Toxicologistas Europeus e das Sociedades Europeias de Toxicologia.

É a primeira vez que um português é eleito para este importante cargo nos 54 anos de existência desta Sociedade que reúne mais de 7000 toxicologistas em toda a Europa, e que tem como missão promover a ciência e a educação em toxicologia a nível europeu. À EUROTOX cabe ainda influenciar as estruturas reguladoras e políticas, no sentido de promover a segurança dos seres humanos, dos animais e do meio ambiente, protegendo a saúde global.

Licenciado em Ciências Farmacêuticas, Doutorado em Toxicologia e Agregado em Ciências Químicas e Físico-Químicas pela FFUP, Félix Carvalho é Professor Catedrático do Laboratório de Toxicologia, Vice-Presidente do Conselho Científico da FFUP, e líder do grupo de Toxicologia do Laboratório Associado UCIBIO-REQUIMTE. Com um percurso científico onde se destaca a produção cerca de 300 artigos científicos e capítulos de livros na área da Toxicologia (nomeadamente no domínio da avaliação dos mecanismos de toxicidade de xenobióticos e do desenvolvimento de antídotos), é ainda, desde 2016, o Vice-Presidente da Sociedade Portuguesa de Farmacologia e ocupava, desde 2012, o cargo de Secretário-Geral da EUROTOX .

Para o novo “líder” dos toxicologistas europeus, esta nomeação vai permitir “ter uma voz mais ativa junto das universidades” relativamente a questões “fundamentais” como a segurança dos alimentos, dos medicamentos e dos agentes químicos que diariamente são colocados no mercado. Em declarações à Agência Lusa, e o docente e investigador da FFUP lembra ainda que “precisamos de ter pessoas com conhecimento de causa, e para isso é necessário aumentarmos a educação em toxicologia”.

A eleição de Félix Carvalho e dos restantes representantes da Comissão Executiva da EUROTOX teve lugar durante o 54.º congresso daquele organismo, que decorreu em Bruxelas (Bélgica), entre 2 e 5 de setembro.