Ana Luísa Amaral galardoada com Prémio António Gedeão

Escrita junta mais um prémio a uma carreira reconhecida em Portugal e no exterior

A escritora Ana Luísa Amaral,  docente da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP) e investigadora do Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa (ILCML), é a vencedora da primeira edição do Prémio Rómulo de Carvalho/António Gedeão.

O trabalho Vozes (Dom Quixote, 2011)  foi escolhido por unanimidade pelo júri do concurso,  que destaca a «singularidade e grandeza do texto». Para além de Paulo Sucena, da FENPROF (Federação Nacional dos Professores), integraram ainda o júri José Manuel Mendes, presidente da Associação Portuguesa de Escritores (APE) e a escritora Lídia Jorge, ambos docentes universitários.

O prémio, no valor de 7.500 euros, é destinado a docentes e ex-docentes e resulta de uma parceria entre a FENPROF e a SECRE–Corretores de Seguros. A cerimónia de entrega do galardão deverá ocorrer ainda durante o mês de outubro.

Natural de Lisboa, Ana Luísa Amaral é licenciada em Germânicas e doutorada em Literatura Norte-Americana pela Faculdade de Letras da U.Porto, onde é professora associada de Literatura e Cultura Inglesa e Americana. A nível literário, é autora de diversos livros de poesia e literatura para a infância e está representada em diversas antologias portuguesas e estrangeiras. Em 2007, venceu o Prémio Literário Casino da Póvoa. Em 2008, recebeu o Grande Prémio de Poesia da APE (Associação Portuguesa de Escritores) pelo livro Entre Dois Rios e Outras Noites.