U.Porto junta 300 empresários e cientistas em nome da inovação

Gala da Inovação 2016

O Mosteiro de São Bento da Vitória teve casa cheia para celebrar a inovação na U.Porto. (Fotos: Egídio Santos/U.Porto)

O Mosteiro de São Bento da Vitória encheu-se do espírito inovador, criativo e empreendedor dos cerca de 300 convidados que participaram na segunda edição da Gala da Inovação da Universidade do Porto. Apresentada por Sónia Araújo, a Gala juntou, na passado dia 30 de novembro,  diferentes abordagens e projetos que têm como denominador comum a inovação e criatividade.

“Sejam bem-vindos à Universidade do Porto”. Foi desta forma que um avatar digital 3D de Carlos Melo Brito, Pró-Reitor da Universidade do Porto para a Inovação e Empreendedorismo, deu as boas-vindas aos convidados. A exibição tratou-se da antestreia da tecnologia pioneira no mundo, criada na U.Porto e desenvolvida pela Didimo, que permite criar avatares digitais 3D, a partir de uma fotografia tirada com o telemóvel.

Dirigindo-se depois à plateia, Carlos Brito lembrou que “a Universidade do Porto é responsável por cerca de 25 por cento da produção científica em Portugal” e que “de acordo com o The Global Innovation Report 2016, Portugal é o 30.º país mais inovador considerando um conjunto de 141 países”. Ainda assim, o Pró-Reitor da U.Porto notou que “ainda muito está por fazer. O que Portugal precisa para ser inovador e empreendedor não se prende só com recursos, capital, incubadoras ou laboratórios. Não é apenas uma questão de ser competente na área tecnológica. É acima de tudo uma questão de atitude e de paixão”.

Gala da Inovação 2016, Valter Hugo Mãe

O escritor e antigo estudante da U.Porto Valter Hugo Mãe recordou como a criatividade e irreverência o ajudaram a traçar o caminho do sucesso.

Depois de uma intervenção de Valter Hugo Mãe, onde mostrou também ele ser um ‘empreendedor’ quando decidiu tornar-se escritor, coube a João Gonçalves, da Fundação Amadeu Dias, entregar o Troféu Gala da Inovação – no âmbito tecnológico, social e artístico – a três empreendedores, reconhecidos nacional e internacionalmente pela capacidade em inovar e contribuir para a produção de conhecimento.

João Barros, CEO e Fundador da VENIAM, tem um percurso profissional reconhecido além-fronteiras. Líder de uma das 50 empresas mais disruptivas do mundo, João Barros é o responsável pela empresa, cuja tecnologia permite tornar os veículos em hotspot de wi-fi. O seu trabalho e contributo foram reconhecidos com o Troféu Inovação Tecnológica.

Diogo Cruz, CEO e Fundador da U.DREAM, foi o escolhido pela Universidade, no âmbito da Inovação Social. A U.DREAM trata-se da primeira empresa júnior sem fins lucrativos e de cariz solidário da U.Porto, cujo objetivo passa por apoiar crianças com problemas de saúde, mobilizando diversos interlocutores, nomeadamente instituições de saúde e de apoio social, jovens universitários, famílias e empresas.

homenageadosgaladainovacaoNo âmbito da Inovação Artística, foi merecedor do Troféu Gala da Inovação o arquiteto Manuel Vieira Lopes, CEO e Fundador da Casas em Movimento. Trata-se de uma solução, já patenteada em 77 países, que através de movimentos de rotação combinados, potencia a energia do sol, para dar resposta às necessidades energéticas dos espaços físicos.

Ângelo Ramalho, da Efacec, Miguel Portela, da Bial, Maria Amélia Cupertino de Miranda, da Fundação Dr. António Cupertino de Miranda, e Nuno Terrível, da Amorim Cork Composites são alguns dos nomes que participaram na gala. À semelhança do que aconteceu na edição de 2015, a importância angariada com o evento reverterá para o Fundo de Ação Social da Universidade do Porto, destinado a apoiar os estudantes economicamente carenciados.

Organizada pela U.Porto Inovação e pelo Gabinete Alumni da U.Porto, a Gala da Inovação da Universidade do Porto é um evento anual, que tem como objetivo criar um ambiente de networking, capaz de reforçar as ligações e sinergias entre a Universidade e o mundo empresarial.