U.Porto distingue Carlos Caldas com Honoris Causa

Carlos Caldas destaca-se na área da oncologia, em particular no cancro da mama. (Foto:DR)

A Universidade do Porto, por proposta da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), vai atribuir no dia 17 de fevereiro o título de Doutor Honoris Causa a Carlos Caldas, médico-cientista português de reputação internacional. Pretende-se desta forma distinguir o brilhante percurso profissional e académico de Carlos Caldas e a sua elevada qualidade de produção científica.

Carlos Caldas formou-se em Medicina na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, tendo completado o Internato Geral e os primeiros anos de Internato de Medicina Interna no Hospital de Santa Maria, em Lisboa. No entanto, foi nos Hospitais da Universidade do Texas, em Dallas (EUA), que veio a concluir a “residência” em Medicina Interna, em 1991.

Destacando-se de forma especial na área da oncologia em geral e do cancro da mama em particular, Carlos Caldas apresenta vários prémios e distinções no seu currículo e a assinatura de cerca de 200 artigos originais e 50 artigos de revisão, publicados nas mais prestigiadas revistas científicas mundiais.

Assim, em 1994, foi distinguido com um ASCO (American Society for Clinical Oncology) Merit Award. O Addenbrooke’s Hospital atribuiu-lhe o Outstanding Achievement Award 2003/2004. Mais recentemente, em 2009, foi agraciado pela Presidência da República com a insígnia de Oficial da Ordem Militar Sant’Iago da Espada, concedida como reconhecimento pela prestação de serviços notáveis à Ciência.

Atualmente, o médico e cientista português dirige a Breast Cancer Research Unit no UK Cambridge Research Institute, para além de ocupar o cargo de professor de Cancer Medicine do Departamento de Oncologia da Universidade de Cambridge.

A cerimónia de atribuição do título de Doutor Honoris Causa terá lugar na Aula Magna da FMUP e arranca às 11 horas, com o tradicional Cortejo Académico que partirá da Direção da FMUP. O evento será presidido pelo reitor da Universidade do Porto, José Marques dos Santos. Manuel Sobrinho Simões, professor catedrático da FMUP, será o Padrinho, e João Lobo Antunes, professor catedrático da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, assumirá o papel de Elogiador do doutorando. A Mestre-de-cerimónias será Teresa Duarte, responsável pela Divisão Académica da FMUP.