Professor da FEUP realiza documentário inovador em vídeo 360°

Doocente do Departamento de Engenharia Informática, António Baia Reis frequenta também o Programa Doutoral em Media Digitais da FEUP, ‘ (foto: D.R.)

António Baia Reis, docente do Departamento de Engenharia Informática e estudante do Programa Doutoral em Media Digitais da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), vai apresentar, no próximo dia 2 de maio, às 14h30, no Museu de Imprensa da Madeira, ‘Bailinha – o Mestre Calafate’, um documentário em vídeo 360° que utiliza inovadoras tecnologias designadas por ‘imersivas’.

Concebido com o apoio do Laboratório de I&D de Computação Gráfica, Interação e Jogos da FEUP e da Câmara Municipal de Câmara de Lobos, o documentário foi inteiramente produzido em realidade virtual, o que permite ao público experienciar a sensação de estar ‘dentro’ da própria narrativa. Com cerca de sete minutos, a obra conta a história de Jorge Oliveira, mais conhecido por ‘Bailinha’, um homem extremamente dedicado e apaixonado pela construção naval e habitante de Câmara de Lobos (terra historicamente ligada à atividade piscatória), e a forma como foi ‘obrigado’ a adaptar-se a novas realidades por força das mudanças deste concelho pitoresco da ilha da Madeira.

Após a estreia do documentário segue-se uma conversa aberta com o docente da FEUP e realizador do projeto e com Michelle Kasprzak, produtora de ‘Bailinha’. Esta sessão servirá para explicar o contexto que motivou o autor a desenvolver trabalho na ilha da Madeira e para explorar a temática do jornalismo imersivo, área em que Baía Reis é especialista e que consiste essencialmente na utilização de tecnologias de realidade virtual e outras associadas para a produção de conteúdo jornalístico.

Um dia após a estreia de ‘Bailinha’ decorre, também na ilha da Madeira, um workshop de três dias dirigido a jovens e estudantes do Concelho de Câmara de Lobos que tem como objetivo fundamental proporcionar uma formação teórica e prática elementar na área da produção de narrativas em vídeo 360° e demonstrar as suas principais potencialidades.

Este projeto decorre no âmbito do doutoramento de António Baía Reis e é financiado por um prémio monetário atribuído pela European Association for the Study of Science and Technology, contando igualmente com o apoio da Fundação para a Ciência e Tecnologia.