Investigador do INESC TEC vence “Prémio Inclusão e Literacia Digital” da FCT

Ramiro Gonçalves é investigador no INESC TEC e professor na UTAD

Ramiro Gonçalves é investigador no INESC TEC e professor na UTAD

O investigador do INESC TEC, e professor associado na área da Informática na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), Ramiro Gonçalves, venceu o “Prémio Inclusão e Literacia Digital”, instituído pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), com o projeto “Barómetro da acessibilidade Web em Portugal“.

O projeto pretendeu impulsionar a melhoria dos níveis de acessibilidade Web em Portugal. Num país em que 70% da população acede à Internet com regularidade, torna-se crítico que se desenvolvam sítios Web acessíveis. De acordo com o W3C (World Wide Web Consortium – a principal organização de padronização da World Wide Web) uma das causas mais comuns para a falta de acessibilidade prende-se com os níveis de desconhecimento dos criadores de conteúdos Web (informáticos, consultores IT/IS, empresas) e dos gestores das organizações sobre esta questão.

Para melhorar esta realidade, Ramiro Gonçalves e outros investigadores da UTAD que participaram no projeto realizaram estudos avaliativos, criaram um barómetro da acessibilidade e emitiram um conjunto de recomendações e boas práticas com métodos, abordagens e técnicas a serem implementadas por estes profissionais de forma a incrementar a acessibilidade Web.

Para o investigador, que vem desenvolvendo estudos nesta área desde 2007, o prémio significa “o reconhecimento pelo conjunto alargado de estudos e iniciativas desenvolvidos até agora” mas também “a oportunidade de prosseguir os trabalhos de investigação e divulgação nesta temática, tentando cumprir o propósito de incrementar os níveis de acessibilidade Web em Portugal”, afirma.

O Prémio Inclusão e Literacia Digital distingue projetos altamente meritórios na área de inclusão e literacia digitais, que se configurem como modelos de boas práticas. A distinção tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento e implementação de ideias inovadoras, e ainda para estimular a partilha e disseminação de modelos de boas práticas. Este ano foram distinguidos 17 projetos.