i3S distingue ideias inovadoras na área da saúde

Estão abertas as candidaturas ao i3S-Hovione Capital Innovation Prize, um prémio internacional instituído pelo i3S – Instituto de Investigação e Inovação em Saúde da Universidade do Porto , em parceria com a empresa Hovione Capital, e que tem como propósito distinguir ideias inovadoras na área da saúde.

Trata-se de uma iniciativa singular por juntar um instituto de investigação e uma empresa de capital de risco sob um objetivo comum que beneficia a criação de novos produtos e facilita o desenvolvimento de novas empresas na área da saúde e da biomedicina. Esta parceria conta ainda com o apoio do Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia (EIT-Health) para a projeção além–fronteiras do concurso.

O i3S tem investido fortemente na mobilização de conhecimento para a esfera empresarial, com o objetivo de rentabilizar e potenciar o conhecimento que é produzido nos institutos de investigação. Como explica Margarida Rossi, especialista do i3S na transferência de conhecimento, “na nossa visão, é essencial valorizar o conhecimento produzido, quer porque a criação de novos produtos médicos são uma forma clara de retorno do investimento feito em investigação, quer porque a criação de novas empresas conduz à criação de emprego especializado que absorve os recursos humanos altamente qualificados que temos vindo a formar”.

É por isso fácil de perceber porque o maior instituto de investigação e inovação em saúde do país se associou a uma das mais importantes companhias de investimento, a Hovione Capital, para criar um instrumento que incentive investigadores e empreendedores a darem corpo às suas ideias e se lancem no desenvolvimento de tecnologias e produtos. Para Hugo Prazeres, também envolvido na transferência de conhecimento no i3S e na organização do concurso, “todos saem a ganhar desta parceria: o Instituto por criar uma atmosfera de excelência para a inovação, a Hovione Capital ao ter acesso e participar desde cedo no surgimento de novas ideias e, acima de tudo, os empreendedores por terem uma oportunidade de dar corpo às suas ideias inovadoras”.

A equipa envolvida no lançamento deste prémio quer ir muito mais longe que a simples atribuição de um prémio. “A forma como estamos a organizar a atribuição do i3S-Hovione Capital Innovation Prize”, adianta João Cortez “irá trazer à cena outros parceiros que podem acrescentar mais investimento”. Ou seja, a atribuição do prémio é, para a organização, um instrumento para criar sinergias múltiplas entre investidores e empreendedores que não se resumem ao valor de 35 mil euros (5 mil dos quais pecuniários) a atribuir ao vencedor. “Estamos certos que em setembro, no evento de seleção e entrega do prémio, muitas outras oportunidades de investimento irão surgir, quer para os premiados, quer para os restantes a concurso, dado o manifesto interesse de vários investidores e parceiros desde que iniciamos o processo de criação desta distinção”, revela João Cortez.

Toda a informação para esta primeira edição do concurso i3S-Hovione Capital Innovation Prize está disponível em www.prize.i3s.up.pt. O prazo de candidatura termina a 7 de setembro, o mesmo mês em que realizará a sessão de escolha dos premiados.