FBAUP discute com a cidade a arte no espaço público

Jardim do Carregal

Projeto artístico nasceu na sequência do abate de uma sequoia centenária no Jardim do Carregal (Foto: DR)

“Cidade e ecovivência” é o tema de mais uma conversa integrada no projeto Soft Monuments que resulta do Mestrado em Arte e Design para o Espaço Público da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (FBAUP). Dia 22 de julho, às 18h30, na Galeria Painel (Rua das Taipas, 135), sentam-se à mesma mesa Diogo Aguiar, Francisco Guedes de Carvalho, Henrique Barros, Inês Moreira, João Cortesão e o Vereador do Pelouro da Inovação e Ambiente da Câmara Municipal do Porto (CMP), Filipe Araújo.

Face à necessidade de abater uma árvore centenária, do Jardim do Carregal, a CMP convidou a FBAUP a conceber um projeto artístico, a implantar no local, de forma a dar um destaque simbólico a esta sequoia. Do desafio lançado pela Câmara resultou um primeiro momento de estudo da árvore e seu contexto, um workshop aberto ao público e um conjunto de atividades com o objetivo de fomentar o espírito de cooperação na intervenção em espaço público e o diálogo artístico e científico, de forma pluridisciplinar.

Após o abate da Sequoia, a exposição na Galeria Painel representa um segundo momento, através do qual se alberga, simbolicamente, a própria árvore e o documentário do seu abate, assim como vários trabalhos dos estudantes.

“Soft Monuments”, exposição e intervenções de exterior, integra momentos de conversa e reflexão crítica sobre questões ecológicas e sociais relacionadas com o espaço público, sobre as intervenções artísticas de carácter relacional e contextual, a dimensão social e política da arte, e outras que venham a demonstrar-se oportunas.

A entrada é livre.