FAUP leva ao Metro propostas para a reabilitação de ilha do Porto

A exposição está patente no átrio da estação de metro de São Bento. (Foto: DR).

O átrio da estação de metro de São Bento acolhe, até 22 de junho, a exposição ‘Concurso Pladur 2017. Reabilitar para Habitar: Espaços Habitáveis no Porto. Ilha no Bairro de S. Victor’, promovida pela Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP), com o apoio da Pladur e do Metro da Porto,

Inaugurada a 22 de maio e com curadoria e conceção de Alberto Lage e Rodrigo Coelho, professores da FAUP, a exposição reúne uma seleção dos trabalhos concorrentes de estudantes de Arquitetura de Portugal e Espanha à edição 2017 do Concurso Pladur, sob o tema ‘Reabilitar para Habitar’.

O Bairro de São Victor foi projetado por Álvaro Siza Vieira logo após o 25 de abril, no âmbito SAAL. (Foto: DR)

O desafio lançado aos estudantes previa a criação de um projeto de arquitetura capaz de responder à realidade social, tendo como objetivo o desenho de espaços habitacionais em comunidades desfavorecidas das Ilhas do Porto. A área escolhida foi o Bairro de São Victor (Porto), projetado por Álvaro Siza Vieira logo após o 25 de abril, no âmbito SAAL, Serviço de Apoio Ambulatório Local.

De acordo com a Pladur, “a iniciativa é uma contribuição para definir de forma mais completa a originalidade e a qualidade dos elementos que se devem manter para assegurar a permanência da memória viva e do património de uma comunidade”.

A FAUP, através do professor Alberto Lage, foi responsável pela construção do programa do concurso, em conjunto com a associação Habitar Porto e a Junta de Freguesia do Bonfim.

Com entrada livre, a exposição ‘Concurso Pladur 2017. Reabilitar para Habitar: Espaços Habitáveis no Porto. Ilha no Bairro de S. Victor’ pode ser visitada no átrio da estação de metro de São Bento, no horário de funcionamento do metro.

Para o dia 7 de junho está prevista a realização de um encontro/debate de reflexão sobre a reabilitação de Ilhas.

Mais informações em www.fa.up.pt