Cerca de 500 estudantes estrangeiros escolhem a FEUP para estudar

Os Orientation Days decorrem de 11 a 22 de setembro (foto: D.R.)

Foi no passado dia 11 de setembro que “aterraram” na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) cerca de 500 estudantes estrangeiros. Para estes estudantes, oriundos de mais de 30 países de todo o mundo, a aventura do novo ano académico 2017/2018 começou com os ‘Orientation Days’, um programa de integração que consiste numa semana repleta de atividades que permite aos seus participantes conhecerem a FEUP e desvendarem um pouco da cidade Invicta; e uma outra para atendimento personalizado, com vista ao esclarecimento de dúvidas e apoio académico.

A decorrer até 22 de setembro, o programa de acolhimento arrancou com quatro dias dedicados à apresentação da Faculdade e seus Departamentos, com direito a uma visita ao campus da FEUP e apresentações dos grupos estudantis que a integram.

Este semestre, os ‘Orientation Days’ ofereceram um programa ‘social’ inédito: o dia 15 de setembro iniciou-se com a habitual visita à Câmara Municipal do Porto, seguida de uma caminhada pelo centro histórico da cidade e de uma tour de autocarro até ao Parque da Cidade. Foi neste local icónico da Invicta que os participantes almoçaram, num piquenique que  ofereceu pratos típicos das diversas nacionalidades. Para assinalar a comemoração dos 30 anos do Programa Erasmus, decorreu ainda um concurso de lançamento de papagaios de papel, ilustrados pelos próprios estudantes que pertencem aos países da União Europeia (U.E).  Portugal também esteve representado nesta iniciativa por alguns estudantes da FEUP que realizaram mobilidade académica no ano letivo anterior.

Esta iniciativa, inserida num programa alargado de softlanding que a FEUP disponibiliza à comunidade internacional, conta ainda com outras ações de integração social e académica: um Curso Intensivo de Português para Estrangeiros; os programas de voluntariado ‘FEUP Buddy’ e ‘FEUP Mentor’, em que estudantes regulares promovem a integração dos estudantes estrangeiros num novo ambiente académico, social e cultural; o “contact point” que apoia os estudantes, investigadores, docentes e técnicos estrangeiros de forma personalizada desde o processo de candidatura até depois das estadias terminadas, e ainda diversos eventos culturais e científicos, divulgados ao longo do ano letivo.

Do total dos 500 estudantes inscritos, são cerca de 300 os provenientes de programas de mobilidade e aproximadamente 200 os de grau – inscritos num ciclo de estudos completo e sem ser ao abrigo de acordos de mobilidade com outras instituições. Em termos de representação de nacionalidades, destaque para o Brasil, que bate todos os recordes com cerca de 300 estudantes inscritos para este semestre (mobilidade e grau), o que comprova o estreitamento das relações entre as duas nacionalidades, reforçadas por incentivos e acordos estabelecidos entre as suas instituições de ensino. Além do Brasil, no ‘top’ dos estudantes de mobilidade, evidenciam-se os estudantes oriundos de Itália, Espanha, Alemanha e Suécia.

Num ano em que se comemoram os 30 anos desde a criação do Programa Erasmus, estes resultados são especialmente relevantes e muito importantes para o reforço da visibilidade e reconhecimento internacional da FEUP: “

“Nos últimos quatro anos a FEUP aumentou cerca de 130% o número de estudantes de mobilidade recebidos de todos os pontos do globo; com o alargamento do programa Erasmus+ aos restantes continentes e com a nossa presença em todo o mundo através de projetos e redes de trabalho conjuntos, a Faculdade de Engenharia passou a integrar uma comunidade anual internacional acima dos 1000 estudantes estrangeiros, de todos os ciclos de ensino”, refere Rosário Trindade, responsável da Divisão de Cooperação da FEUP.

Mais informações aqui.