Alumnus da U.Porto entre os 40 arquitetos mais promissores da Europa

O Ci3 – Centro de Incubação e Inovação Industrial de Arouca foi um dos projetos que fez com que o arquiteto recebesse esta distinção.

Samuel Gonçalves, antigo estudante da Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto (FAUP), foi um dos vencedores do concurso internacional “Europe 40 under 40”. O arquiteto fundador do estúdio SUMMARY integra, assim, a lista dos quarenta arquitetos e designers emergentes mais promissores da Europa.

Samuel Gonçalves recebeu esta distinção pelos projetos Gomos #1, um sistema construtivo modular que permite construir edifícios de betão armado em tempo recorde; VDC, um edifício de uso misto em Vale de Cambra, também baseado em estruturas modulares e Ci3, o Centro de Incubação e Inovação Industrial de Arouca, ainda em fase de projeto.

Instalado no UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto, o SUMMARY já tinha sido distinguido em 2016, ano em que foi o estúdio de arquitetura mais jovem convidado para participar na Bienal de Veneza.

A seleção dos “Europe 40 under 40” é feita pelo The European Centre for Architecture, Art, Design and Urban Studies e pelo The Chicago Athenaeum Museum of Architecture and Design, com o objetivo de identificar a próxima geração de arquitetos que irão influenciar o futuro dos edifícios de habitação e trabalho.

Entre os 40 mais promissores da Europa encontram-se também os portugueses João Caldas e José Cadilhe.

Os trabalhos dos arquitetos premiados ficarão em exposição no Contemporary Space Athens, junto à acrópole, a partir de 18 de maio.