U.Porto celebra Noite Europeia dos Investigadores

O edifício da Reitoria vai acolher mais de três dezenas de atividades que ilustram o impacto que a ciência tem no nosso quotidiano. (Foto: DR)

São seis horas (18h00 – 24h00) recheadas de dezenas de atividades para todos os gostos e idades, que darão aos participantes a oportunidade de “pôr as mãos na massa” e de ficar a saber mais sobre como se faz investigação científica e porquê. No próximo dia 29 de setembro, passa por aí a proposta de mais uma edição da Noite Europeia dos Investigadores (NEI), o maior evento de divulgação de ciência em Portugal, que regressa à cidade do Porto pelas mãos da Universidade do Porto.

Envolvendo centenas de investigadores, estudantes e voluntários, esta festa da ciência estende-se pela cidade e decorre em dois espaços de referência da Universidade. No seu polo central (atualmente em remodelação), no Edifício Histórico da Reitoria, o Museu de História Natural e da Ciência da U.Porto (MHNC-UP), como membro do consórcio SCILIFE – Ciência no dia a dia, disponibilizará aos visitantes mais de três dezenas de atividades divertidas e desafiantes que ilustram o impacto que a ciência tem no nosso quotidiano.

Jogar bilhar, descobrir a data de nascimento no número π, aprender a salvar vidas ou a contactar com escorpiões são apenas alguns dos “desafios” que serão colocados aos participantes . E até William Shakespeare marcará presença numa atividade que a alia a língua inglesa à portuguesa. Mas no MHNC-UP, a noite começa com um debate acerca de um tema quente da atualidade científica: a inovação e investigação responsáveis e os limites da ciência. Quais são, afinal, os limites da ciência? A sessão tem início às 18h30 e vai contar com a participação vários investigadores da U.Porto (ver programa).

No Campo Alegre, os participantes poderão assistir às sessões disponibilizadas no domo do Planetário. (Foto: Egidio Santos/U.Porto)

Por sua vez, no Campo Alegre, o Planetário do Porto – Centro Ciência Viva, membro do consórcio FORESIGHT, acolherá, a partir das 21h00, diversas demonstrações de robótica e programação, que permitirão aos visitantes interagir com tecnologias que são cada vez mais presentes do que futuristas, como os robôs autónomos. Haverá também espaço para discutir com convidados especialistas da área os perigos que estas novas tecnologias podem representar e para assistir às sessões disponibilizadas no domo do Planetário (ver programa).

Todas as atividades são abertas à população. A entrada é livre e gratuita.

Sobre a NEI

A Noite Europeia dos Investigadores comemora-se desde 2005 um pouco por toda a Europa, sempre na última sexta-feira de setembro, numa iniciativa promovida pela Comissão Europeia e financiada através das Ações Marie Curie.

Em Portugal, o evento é celebrado no âmbito de dois consórcios distintos. Do consórcio SCILIFE fazem parte, para além do MHNC-UP, o Museu Nacional de História Natural e da Ciência, Universidade de Lisboa, a FCT-UNL, ISCTE-IUL, a Câmara Municipal de Lisboa e a Universidade do Minho. Já o FORESIGHT, que integra o Planetário do Porto, conta também com a colaboração da Ciência Viva, i3S – Instituto de Investigação e Inovação em Saúde, ITQB e Universidade de Coimbra que realizarão atividades em 18 localidades, um pouco por todo o país.