Prémio Incentivo 2019: José Pereira

Natural de Barcelos, José Pereira concluiu o primeiro ano da licenciatura em Física da FCUP com a média final de 19,3 valores. (Foto: U.Porto)

Se há estudantes para quem a transição para o ritmo de trabalho do ensino superior é motivo de grande desgaste e ansiedade, José Pereira não é certamente um deles. Aliás, considera mesmo que “o crescente nível de dificuldade apresentado ao longo dos dois primeiros semestres” e “os tópicos abordados” na licenciatura em Física da Faculdade de Ciências da U.Porto (FCUP) foram os aspetos que mais apreciou. A prova disso é que, ao final de um ano de estudos, este jovem barcelense atingiu a espantosa média final de 19,3 valores, uma das mais altas entre o lote de vencedores dos Prémios Incentivo 2019, entregues durante o Dia da Universidade. Não surpreende, portanto, que José apelide os seus dois primeiros semestres na universidade de “memoráveis”, mas também os descreva como “um período de luta e dedicação.”

Pelo contrário, houve outras circunstâncias com que se deparou que “tornaram esta experiência um pouco menos agradável”, como a mudança de rotina ou a adaptação a uma nova cidade. Quanto à Universidade, há um aspeto que José gostaria de ver aperfeiçoado: “seria importante apostar numa melhor divulgação de projetos/atividades.” No entanto, o estudante da FCUP crê que, genericamente, “a U.Porto oferece as condições vitais para a formação académica e pessoal dos seus alunos.”

Já no segundo ano, e com o nível de dificuldade a aumentar, “o Prémio Incentivo motiva-me”, diz, “a manter o nível demonstrado ao longo do primeiro ano.”

– O que te levou a escolher a U.Porto?

Entre diversos motivos, o admirável relevo nacional foi o predominante na escolha da U.Porto como minha ‘casa’.

– O que gostaste mais e menos neste primeiro ano na Universidade?

Os tópicos abordados e o crescente nível de dificuldade apresentado ao longo dos dois primeiros semestres foram os aspetos que mais apreciei. Contudo, certas circunstâncias (novas rotinas, adaptação a uma outra cidade) tornaram esta experiência um pouco menos agradável, embora enriquecedora a vários níveis.

– Uma experiência para recordar?

Em retrospetiva, creio que nenhuma memória em específico seja merecedora de maior atenção. Em conjunto, ambos os semestres provaram-se memoráveis.

 – Uma ideia para melhorar a U.Porto?

Atualmente, a U.Porto oferece as condições vitais para a formação académica e pessoal dos seus alunos. No entanto, seria importante apostar numa melhor divulgação de projetos/atividades.

– Um desejo para a Universidade do Porto, no seu aniversário?

 O meu único desejo é que esta instituição prossiga a sua busca pela excelência, tal como tem feito até à data.

– Qual a importância do Prémio Incentivo para o teu futuro?

Símbolo de um período de luta e dedicação, o Prémio Incentivo motiva-me a manter o nível demonstrado ao longo do primeiro ano. Para além disso, constitui, certamente, uma agradável recompensa face a todo o esforço empregue.