Faleceu Manuel Ribeiro da Silva, Professor Emérito da U.Porto

Manuel Ribeiro da Silva na sua Última Aula, a 30 de setembro de 2010

Durante os quase 50 anos de ligação à Universidade do Porto, Manuel Ribeiro da Silva distinguiu-se como um nome incontornável da investigação e do ensino da Química em Portugal. Foi proclamado Professor Emérito da U.Porto em março de 2011. A sua profunda dedicação à Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, que dirigiu durante doze anos, foi reconhecida, também em 2011, com a atribuição do Prémio Centenário da FCUP.

Manuel Aníbal Varejão Ribeiro da Silva nasceu no Porto, a 30 de setembro de 1940. Iniciou o seu percurso académico na Faculdade de Engenharia da U.Porto (FEUP), onde se licenciou em Engenharia Químico-Industrial, em 1965. Completa o doutoramento em Química (Ph.D.), na Universidade de Surrey, no ano de 1974. A sua carreira docente inicia-se em dezembro de 1965, como Assistente de Química da FCUP.  Em abril de 1974 passa a Professor Auxiliar de Química, em dezembro de 1978, a Professor Extraordinário de Química e, um ano depois, a Professor Catedrático de Química.

Foi presidente do Conselho Diretivo da FCUP durante doze anos (de 1986 a 1998), tendo ocupado igualmente outros cargos de gestão: presidente da Mesa da Assembleia Geral, presidente do Conselho Pedagógico, presidente da Comissão Diretiva e do Conselho Pedagógico do Departamento de Química da FCUP.

Foi também Membro da Comissão Instaladora e, sucessivamente, membro da Comissão Diretiva, Secretário e Coordenador Científico do Centro de Investigação em Química da Universidade do Porto (CIQ-UP) de 1976 até à atualidade. No CIQ-UP foi responsável científico desde a sua criação (1975) da Linha 5: Energética Molecular, Colóides e Biointerfaces.

Os seus interesses de investigação dividiam-se entre a Termoquímica de Compostos Inorgânicos, Orgânicos, Organometálicos e de Complexos Metálicos, Biotermodinâmica e a Termoquímica Computacional. Publicou cerca de 300 artigos científicos em revistas internacionais, sete capítulos de livros científicos e apresentou mais de três centenas de comunicações científicas (incluindo 40 lições plenárias e convidadas) em conferências nacionais e internacionais.

Manuel Ribeiro da Silva viu o seu trabalho de investigação na área da Química ser várias vezes distinguido nacional e internacionalmente. Entre os galardões que acumulou ao longo da carreira contam-se o Diploma e a Medalha Comemorativa do Instituto da Ordem de Lenine da Academia das Ciências da URSS (1988), o Prémio e Medalha Ferreira da Silva, atribuído pela Sociedade Portuguesa de Química (2002), o Diploma e a Medalha Swietoslawsk da Polish Society of Calorimetry and Thermal Analysis (2003), o James J. Christensen Award for Innovations in Calorimetry (2009) e o o Hug M. Huffman Memorial Award (2011), ambos concedidos pela U.S. Calorimetry Conference. Antes, em 2004, a Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) concedeu-lhe o “Prémio Estímulo à Excelência” em “reconhecimento pela carreira científica e universitária”,

Faleceu esta quinta-feira, dia 29 de novembro, vítima de doença prolongada. O funeral terá lugar no sábado, dia 1 de dezembro, pelas 10 horas, na Igreja dos Capuchinhos (no Ameal), seguindo depois para o cemitério de Paranhos.

  • – E para o Prof. Ribeiro da Silva nao vai nada, nada, nada?
    – TUDO!!!!
    – F R A…
    De todo o coracao, alma e diafragma: A!…
    O Prof. Doutor Ribeiro da Silva foi um dos grandes mestres da FCUP. A Ele sim estendo a minha capa no chao. Ja la vao 20 anos, mas e’ como se fosse hoje. Saudades.

    Ana Alves