Estudantes da U.Porto desenvolvem projetos tecnológicos para empresas  

Os projetos desenvolvidos abarcam sobretudo propostas tecnológicas, criadas “à medida” de empresas, (Foto: DR)

Cerca de 200 estudantes da Universidade do Porto vão apresentar, no próximo dia 7 de junho, no Auditório da Faculdade de Engenharia (FEUP), os trabalhos que desenvolveram ao longo deste ano, no âmbito da unidade curricular de Laboratório de Gestão de Projetos (LGP) da FEUP.

Durante três meses, os estudantes – provenientes dos cursos de Mestrado Integrado em Engenharia Informática e Computação (151), Mestrado em Engenharia de Software (19) e Mestrado em Multimédia (39) e Mestrado em Engenharia de Serviços e Gestão (24) – aceitaram o desafio de se organizar em equipas multidisciplinares e, em colaboração com empresas e organizações externas à esfera universitária, criaram soluções tecnológicas inovadoras com elevado potencial de promover a transformação digital nessas mesmas instituições.

Os projetos desenvolvidos abarcam sobretudo propostas tecnológicas, criadas “à medida” de empresas, que vão agora avaliar o resultado final e, quem sabe, até integrar estas soluções no mundo real.

A grande novidade deste ano são os três produtos de cariz social criados pelos estudantes no âmbito da unidade curricular de Laboratório de Gestão de Projetos (LGP): uma aplicação que auxilia na identificação de edifícios devolutos na cidade do Porto, uma plataforma que promove a ‘gamificação’ da aprendizagem nas áreas das ciências, tecnologia, engenharia e matemática (STEM) e uma aplicação que proporciona a utilizadores idosos uma experiência digital ao mesmo tempo que promove o exercício físico e mental.

Raul Vidal, Professor Emérito da Universidade do Porto e coordenador Emérito de LGP, destaca o carácter inovador e a importância desta unidade curricular na formação académica destes estudantes: “LGP funciona como um ´living lab´, onde os estudantes interagem com empresas clientes, aplicam e desenvolvem as suas competências num ambiente real, desenvolvendo competências fulcrais de trabalho em equipa, empreendedorismo, comunicação e relacionamento com clientes”.

MOG Technologies, AVENTURESCA, INOVA+, Modelo Continente, Colégio das Terras de Santa Maria, Sonae BIT, Critical Manufacturing, ZOS, Glintt, coletivo oitoo, EFACEC, Talkdesk, Invisible Cloud, Deloitte, Bosch Termotecnologia, Strongstep, Natixis, Bitmaker Software, Cáritas Diocesana de Coimbra e U.Porto foram os parceiros da FEUP na edição de LGP deste ano.

Mais informação em http://lgp.fe.up.pt/