Centenário da Faculdade de Letras celebrado em duas exposições

Grupo de professores e estudantes da Faculdade de Letras (ao centro: Leonardo Coimbra e Damião Peres). (Foto: U.Porto)

No âmbito das Comemorações do Centenário da fundação da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP), serão inauguradas no dia 29 de abril, segunda-feira, duas exposições que pretendem ilustrar o percurso da faculdade entre 1919 (ano da sua primeira criação) até aos dias de hoje, e de que forma a trajetória da instituição acompanhou as vicissitudes da história política portuguesa.

O programa iniciará com uma palestra proferida por José Manuel Martins Ferreira, professor da Universitetet i Sørøst-Norge Kongsberg (Noruega), intitulada O Dr. Luís Cardim e a primeira Faculdade de Letras do Porto”, que terá lugar no Anfiteatro Nobre da FLUP, às 16h00, com entrada livre para todos os interessados.

Especialista em literatura inglesa, em particular na obra de William Shakespeare, Luís Cardim (1879-1958) foi o último diretor da primeira Faculdade de Letras do Porto, a que ficaram associados alguns importantes nomes da cultura portuguesa do século XX. Uma boa parte do seu arquivo pessoal, com relevo para a correspondência epistolar, sobreviveu à passagem dos anos e foi adquirido pela Livraria Académica, cerca de meio século depois do seu falecimento. Maioritariamente de natureza epistolar, este espólio revela aspetos interessantes da vida pessoal e académica de Luís Cardim e da organização e funcionamento da Faculdade de Letras a que ele esteve ligado.

A parte principal deste arquivo, compreendendo mais de 1.500 documentos, foi digitalizada e pode ser integralmente consultada no site http://bit.ly/luiscardim, fonte principal dos elementos usados na preparação da palestra.

Uma História, duas exposições

Grupo de antigos estudantes da primeira Faculdade de Letras. (Foto: DR)

A palestra precederá a abertura da exposição bibliográfica e documentalENTROU-ME UMA ALMA NOVA!“, a inaugurar na Biblioteca da FLUP. Esta exposição procura retratar o itinerário da primeira Faculdade de Letras da Universidade do Porto, entre 1919 e 1931, tendo por base o arquivo e a biblioteca da FLUP, mas também acervos de outras instituições. Através dos documentos originais, manuscritos e impressos, fotografias e objetos museológicos, tentar-se-á reconstituir a estrutura e o funcionamento da escola, as matérias lecionadas e os temas investigados, a vida e a obra de professores e alunos.

De seguida, será inaugurada a exposição 100 anos FLUP. A história contada pelos estudantes“. Patente no hall de entrada principal da FLUP, esta exposição foi desenvolvida por estudantes da Faculdade em contexto académico e curricular, enquadrada na Unidade Curricular “Gestão Cultural e Patrimonial” do Mestrado em História da Arte, Património e Cultura Visual (DCTP) e em colaboração com o Núcleo Académico de História da Universidade do Porto. Para o efeito, foi efetuado um levantamento de fontes iconográficas e documentais, do qual resultou uma exposição que “quer-se mais interpretativa do que descritiva”, e que convida os visitantes a explorar “narrativas múltiplas em torno da história da FLUP ao longo dos últimos 100 anos”.

Com entrada livre, ambas as exposições estarão patentes ao público até setembro do corrente ano. Mais informações sobre as comemorações do centenário da FLUP em blogs.letras.up.pt/100anosflup.