Universidade do Porto mais internacional do que nunca

Países europeus e Brasil lideram as nacionalidades mais representadas entre a comunidade estrangeira da U.Porto.

Mais de 3.800 estudantes e investigadores estrangeiros escolheram este ano a Universidade do Porto para realizar os seus estudos ou projetos de investigação, um número recorde na história da instituição e que representa cerca de 13% de toda a comunidade académica da U.Porto.

Dos quase 4.000 estudantes e investigadores estrangeiros que frequentam a Universidade do Porto, 1.747 chegam ao abrigo de programas internacionais de mobilidade estudantil, como os mais conhecidos programas Erasmus e Erasmus Mundos.

Os restantes estrangeiros dividem-se entre 1.500 estudantes que escolheram a U.Porto para realizar os seus cursos completos (seja licenciatura, mestrado ou doutoramento) e 600 investigadores a participar em projetos científicos nos laboratórios da Universidade.

No total, a comunidade académica da Universidade do Porto é constituída atualmente por mais de 112 nacionalidades. Os países mais representados continuam a ser o Brasil (1589 pessoas), Espanha (385) e Itália (201), mas desta longa lista de nações constam também países como Arménia, Bangladesh, Cambodja, Cazaquistão, Etiópia, Fiji, Mongólia, Quirgistão ou Somália.

Todos estes números serão celebrados esta quinta-feira, dia 20 de fevereiro, durante a tradicional sessão de boas-vindas às centenas de estudantes internacionais que chegam à U.Porto para o segundo semestre do ano letivo ao abrigo de programas de mobilidade internacional. Esta sessão de apresentação da Universidade e da Cidade tem início às 17h00, no Salão Nobre da Reitoria (Praça Gomes Teixeira, aos Clérigos).