U.Porto entre as melhores do mundo em 16 áreas científicas

O ranking é feito com base na reputação e no desempenho das universidades ao nível da investigação científica. (Foto: Egidio Santos/U.Porto)

É um dos mais importantes rankings internacionais do ensino superior e volta a colocar a Universidade do Porto numa posição de liderança junto das melhores do mundo. A U.Porto surge na 305.ª posição mundial (138.ª europeia) do Best Global Universities Rankings (BGUR) 2019, uma iniciativa da U.S. News & World Report que coloca também a Universidade entre as melhores do mundo em 16 das 22 áreas científicas analisadas.

Com uma subida de cinco lugares face à edição anterior, a U.Porto regista este ano a sua melhor posição de sempre no BGUR, com um resultado global de 54,7 pontos. A Universidade do Porto destaca-se nos indicadores relativos ao impacto regional da investigação (94.ª) e ao número de publicações (162.ª) e de citações (201.ª).

Já na avaliação temática, a U.Porto volta a registar um desempenho inédito, ao posicionar-se no top mundial em 16 áreas científicas, sendo líder em Portugal em sete destas. O grande destaque vai para a presença entre as 100 melhores do mundo nas áreas de Farmacologia e Toxicologia (55.º no mundo e 1.º em Portugal) e Ciências Agrícolas (74.º no mundo e 1.º em Portugal).

Para além das duas áreas referidas, a U.Porto destaca-se igualmente na liderança nacional nos domínios da Microbiologia (124.ª no mundo), Ciência do Espaço (148.ª), Biologia Molecular e Genética (160.ª), Imunologia (189.ª) e Medicina Clínica (225.ª).

Nota ainda para a presença da Universidade entre as melhores do mundo nas áreas da Engenharia (116.ª), Ambiente/Ecologia (137.ª), Química (218.ª), Ciências das Plantas e dos Animais (221.ª), Ciência dos Materiais (239.ª), Biologia e Bioquímia (248.ª),  Neurociência e Comportamento (362.ª), Física (438.ª) e Ciências Sociais e Saúde Pública (354.ª).

Realizado desde 2014, o Best Global Universities Rankings é feito com base no desempenho da investigação científica e na reputação das universidades. Os resultados foram apoiados por um inquérito desenvolvido pela consultora Clarivate Analytics. Na avaliação por áreas, o ranking tem em conta o desempenho na área da investigação, com base nos dados da Web of Science (2012-2016).