Trabalhos académicos da U.Porto disponíveis em acesso livre

Universidade aposta na publicação em acesso livre para reforçar a visibilidade internacional dos seus estudantes.

As dissertações de mestrado e teses de doutoramento da autoria de estudantes da Universidade do Porto podem agora ser acedidas em formato integral e em regime de acesso aberto, através dos portais DART-Europe E-theses e NDLTD (Networked Digital Library of Theses and Dissertations).

Na semana em que se comemora internacionalmente o acesso aberto à produção intelectual e científica, a U.Porto dá assim mais um passo no sentido de promover e assegurar a presença e a visibilidade internacional da produção intelectual da sua comunidade académica. Tudo isto através do reforço da interligação do Repositório Institucional a bases de dados e portais de ensino e investigação.

O portal DART-Europe E-theses assegura o acesso a cerca de meio milhão de dissertações e teses originárias de 545 universidades e 27 países europeus. Já a NDLTD é uma organização internacional que se dedica a promover a adoção, criação, uso, disseminação e preservação de dissertações e teses em formato eletrónico (ETDs), tendo por missão promover e facilitar a partilha de conhecimento a nível mundial.

Na origem da publicação online dos trabalhos está desde logo a autorização concedida pelos estudantes aos serviços académicos das faculdades para que o acesso aos seus trabalhos seja livre e irrestrito. Este “sim” ao acesso aberto, para oqual a Universidade tem vindo a sensibilizar a comunidade, garante que os trabalhos fiquem de imediato acessíveis a qualquer utilizador do Sistema de Informação SIGARRA.

Após a anuência dos autores, a interoperabilidade dos sistemas e aplicações em uso na U.Porto garante então a transferência automática dos documentos em formato eletrónico para a componente aberta do Repositório institucional. Paralelamente, fica garantida, de modo sincronizado, a atualização dos conteúdos disponibilizados através do portal nacional do RCAAP (Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal).

Recorde-se que, com o seu próprio repositório disponível na Internet desde novembro de 2007, a U.Porto mantém o lugar dianteiro no diretório das instituições representadas no Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal (RCAAP), disponibilizando em acesso livre e texto integral cerca de 30.000 publicações.

Os estudantes da U.Porto que pretenderem ver os seus trabalhos académicos registados e divulgados no Repositório Aberto da U.Porto deverão contactar a Universidade através do e-mail gi@reit.up.pt.

  • José Rodrigo C. Costa Carvalho

    PARABÉNS A TODOS OS AUTORES E ACTORES!