Projetos do Porto4Ageing destacados em Bruxelas

Elísio Costa, coordenador do Porto4Ageing, apresentou em Bruxelas as boas práticas desenvolvidas no Porto.

O Porto4Ageing, centro de excelência coordenado e promovido pela Universidade e a Câmara Municipal do Porto, foi um dos destaques no mais recente congresso da Parceria Europeia para o Envelhecimento Ativo e Saudável da União Europeia, que decorreu em Bruxelas, nos dias 27 e 28 de fevereiro.

Recorde-se que, no âmbito da European Partnership on Active & Healthy Ageing (EIP-AHA), a Área Metropolitana do Porto foi distinguida pela Comissão Europeia com o título de Sítio de Referência em Envelhecimento Ativo e Saudável, juntando-se a mais de 70 cidades ou regiões europeias que mereceram esta designação.

A distinção é consequência direta do trabalho realizado pelo Porto4Ageing, que foi agora convidado para apresentar aos restantes parceiros desta iniciativa da União Europeia os resultados de três projetos Twinning do Horizonte 2020 em que o Porto4Ageing participou durante o último ano.

Coube a Elísio Costa, coordenador do Porto4Ageing e professor da Faculdade de Farmácia da U.Porto, apresentar a especialistas de toda a União Europeia as boas práticas desenvolvidas pelo sítio de referência portuense.

Num painel dedicado ao “Fortalecimento da capacitação para soluções digitais de saúde nos Estados-Membros e Regiões”, Elísio Costa demonstrou os resultados obtidos pelo Porto4Ageing com projetos como a aplicação móvel FrailSurvey, a plataforma online Academia do Bem-Envelhecer e a app Allergy Diary, todos eles baseados na utilização da tecnologia digital como ferramenta para promover um envelhecimento mais ativo e saudável.

Recorde-se que o Porto4Ageing tem como objetivo ser um centro agregador e um espaço de discussão de questões relacionadas com o envelhecimento ativo e saudável na região metropolitana do Porto, agrupando os diversos atores regionais que trabalham e que têm interesse nesta área, contando já com mais de 90 instituições parceiras de quatro distintos perfis: universidades e centros de investigação, decisores políticos, utilizadores e indústria.