iUP25k: Tecnologia de laser ultrarrápida vence primeiro prémio

Rosa María Muñiz e Hélder Crespo levaram para casa um prémio no valor de 15 mil euros.

Trata-se de uma tecnologia de laser ultrarrápida capaz de melhorar o diagnóstico avançado em oftalmologia e processar materiais com alta precisão. Da autoria de Rosa María Muñiz e Hélder Crespo, investigadores da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP), a Sphere Ultrafast Photonics é a ideia vencedora do primeiro prémio – no valor de 15 mil euros – da edição 2013 do iUP25k – Concurso de ideias de Negócio da U.Porto.

Disputada na passada sexta-feira, na Faculdade de Belas Artes da U.Porto, a grande final do iUP25k colocou frente a frente as dez melhores das cerca de 70 ideias que se candidataram à edição deste ano. No final, venceram os argumentos da dupla de investigadores da U.Porto, cuja ideia – já patenteada – passa por produzir e comercializar a “mais simples” e “mais precisa ” tecnologia de controlo de laser ultrarrápido de sempre”.

No 2º lugar desta edição do iUP25k ficou a AdaptTech, um projeto desenvolvido por três estudantes do 4º ano da FEUP (Pedro Costa, João Martins e Frederico Carpinteiro) e que promete melhorar a vida dos doentes amputados. A ideia, que valeu aos autores um prémio no valor de 5 mil euros, consiste no desenvolvimento de um sistema que, recorrendo à análise 3D, permita uma melhor adaptação das próteses ao cotos.

Já em terceiro lugar, e também premiado com 5 mil euros, ficou a Taggeo, uma rede social inovadora que utiliza a geolocalização para marketing interativo, virtualmente e sem restrições. Uma ideia nascida nas cabeças de Tiago Fernandes, estudante do Programa Doutoral em Engenharia Informática (PRODEI) na FEUP, Mariana Teixeira, do Mestrado em Inovação e Empreendedorismo Tecnológico (MIET), também na FEUP; e Rúben Ribeiro, do Mestrado em Economia e Gestão Internacional (MEGI) da Faculdade de Economia da U.Porto (FEP).

Por último, o “Prémio do Público” foi atribuído ao projeto Street4all, uma ideia que visa contribuir para a melhoria das acessibilidades das cidades, propondo-se para tal a identificar eliminar de barreiras físicas que possam obstruir a livre circulação de pessoas.

Recorde-se que o iUP25k é uma iniciativa lançada em 2010 pela U.Porto, através do seu Clube de Empreendedorismo (CEdUP) e da Universidade do Porto Inovação (UPIN), com o objetivo principal de distinguir iniciativas empreendedoras e promover o aparecimento de projetos empresariais que se revelem inéditos na comunidade, por parte de estudantes ou antigos estudantes da U.Porto. Ao fim de quatro edições, é já um dos mais importantes galardões nacionais ao nível do incentivo ao empreendedorismo no contexto do Ensino Superior.

  • Maria Irene Barros

    Parabéns a todos, pelo reconhecimento das ideias apresentadas, e à Universidade do Porto, que os orienta .