Investigadores da FPCEUP recebem prémio internacional

O estudo concluiu que crianças com melhores capacidades de transcrição revelam uma escrita mais fluente. (Foto: DR)

Um artigo da autoria de Teresa Limpo e Rui Alves, investigadores da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto (FPCEUP), foi distinguido com a edição 2018 do “John R. Hayes Award for Excellence in Writing Research”, galardão que premeia os autores dos melhores trabalhos publicados na revista Written Communication.

No artigo agora premiado, e intitulado “Written language bursts mediate the relationship between transcription skills and writing performance”, os investigadores portuenses explicam que “melhores capacidades de transcrição permitem que os alunos [do 2.º ano do Ensino Básico] escrevam mais palavras sem parar, o que resulta numa escrita mais fluente e melhor“. Por “transcrição” entende-se a “transformação de representações linguísticas na memória de trabalho em texto escrito”.

O estudo, realizado a partir de uma amostra de 174 alunos do 2.º ano do Ensino Básico, conclui que a transcrição se revela importante quando se aprende a escrever. Além disso, aborda algumas implicações futuras, teóricas e educacionais.

Teresa Limpo e Rui Alves são investigadores da FPCEUP. (Fotos: DR)

Teresa Limpo e Rui Alves são investigadores do Grupo de Neurocognição e Linguagem do Centro de Psicologia da Universidade do Porto e fazem parte do Laboratório de Fala. Teresa Limpo é Mestre em Psicologia e concluiu o Programa Doutoral em 2014, estando agora a realizar o seu pós-doutoramento. Já Rui Alves é professor do Mestrado Integrado em Psicologia da FPCEUP, sendo ainda responsável pela cocoordenação de uma das mais relevantes sociedades científicas dedicadas à promoção da investigação da escrita, o Special Interest Group on Writing da European Association for Research on Learning and Instruction.

Os investigadores da U.Porto vão receber uma oferta de 1000 dólares americanos assim como uma escultura impressa em 3D. O prémio vai ser formalmente publicado na edição de julho da Written Communication.

O prémio John R. Hayes celebra a excelência na escrita académica e científica e é entregue de dois em dois anos. O galardão é patrocinado por John R. Hayes,  professor e investigador norte-americano e pioneiro na introdução da psicologia cognitiva no campo da escrita científica.