Investigador do CEAU-FAUP vence ‘Óscar’ do Imobiliário 2016

Álvaro Andrade Fernandes licenciou-e e doutorou-se na FAUP, onde lecciona desde 1999.

Álvaro Andrade Fernandes licenciou-e na FAUP, onde é investigador no CEAU-FAUP.

O arquiteto Álvaro Fernandes Andrade, investigador do Centro de Estudos de Arquitectura e Urbanismo (CEAU) da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP) e docente da FAUP entre 1999 e 2012, venceu o Prémio Nacional do Imobiliário 2016 na categoria ‘Equipamentos Coletivos’ com o projeto para o Centro de Alto Rendimento de Remo no Pocinho. Os vencedores foram conhecidos a 18 de abril, em cerimónia pública no Palacete do Hotel Tivoli, em Lisboa.

Na mesma categoria, estavam nomeados como projetos finalistas o Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões da autoria do arquiteto Luís Pedro Silva, docente convidado da FAUP e investigador do CEAU-FAUP, o Museu Nacional dos Coches de Paulo Mendes da Rocha em parceria com Ricardo Bak Gordon e a Residência de Estudantes Doorm da RA \\ Architectural & Design Studio Rebelo de Andrade.Entre as restantes obras finalistas contavam-se várias da autoria ou co-autoria de antigos estudantes da FAUP.

Na edição 2016 do Prémio Nacional do Imobiliário 2016, foram ainda distinguidos os projetos do Palácio do Governador nas categorias de Melhor Empreendimento de 2016 e de Turismo, da Ópera LX na categoria de Habitação e dos Edifícios Centrais do Parque Tecnológico de Óbidos na categoria de Escritórios.

O projeto assinado por Álvaro Fernandes Andrade, tem sido distinguido com inúmeros prémios e menções, nomeadamente o prémio internacional ECOLA 2015. (Foto: João Morgado)

O projeto assinado por Álvaro Fernandes Andrade tem sido distinguido com inúmeros prémios e menções, nomeadamente o prémio internacional ECOLA 2015. (Foto: João Morgado)

Ainda no decorrer da cerimómia de atribuição dos Prémios, houve lugar à entrega do Prémios Reabilitação, atribuído à Pousada de Portugal de Lisboa do Grupo Pestana, e do Prémio Portugal Sotheby’s International Realty com a distinção a ser atribuída ao empreendimento Village Moments Aroeira.

O júri foi constituído por Paulo Silva, diretor geral da Aguirre Newman, César Silva Neto, diretor geral da Renascimóvel, Almeida Guerra, diretor geral da Rockbuilding, arquiteto João Paciência, e Eduardo Abreu, partner da neoturis.

O Prémio Nacional do Imobiliário é um concurso, organizado pela revista Magazine Imobiliário, que distingue desde 1997 “a qualidade e a inovação da promoção imobiliária”, conforme refere o Regulamento do Concurso.

O Centro de Alto Rendimento de Remo do Pocinho tem sido um projeto distinguido com vários prémios, em 2015 venceu na categoria de novos edifícios o prémio internacional ECOLA, recebeu uma Menção Especial do Júri no 2015 Architizer A+ Awards, esteve nomeado para o prémio alemão de design, na categoria de “excelente design de comunicações”, e foi, a par do Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas, nos Açores, da autoria do consórcio Menos é Mais Arquitectos, de Francisco Vieira de Campos, Cristina Guedes + João Mendes Ribeiro Arquitecto, uma das obras finalistas ao Prémio Europeu de Arquitectura Contemporânea Mies van der Rohe 2015.