FEUP procura soluções inovadoras para a ferrovia portuguesa

comboioA Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) é uma das entidades parceiras da Plataforma Ferroviária Portuguesa, um consórcio que tem como objetivo de reunir os principais atores do sistema ferroviário nacional e conseguir criar um cluster e ganhar dimensão para se afirmar internacionalmente.

O projeto de dinamização da indústria através da criação de uma plataforma centrada na ferrovia portuguesa existe formalmente desde julho de 2015. Numa fase inicial, oito players integraram a Plataforma Ferroviária Portuguesa: FEUP, REFER, CP, Evoleo, Nomad Tech, Alma Design, e Instituto Superior Técnico (IST). Entretanto foram-se juntando mais empresas, fornecedores e parceiros industriais ligados à ferrovia, que têm vindo a trabalhar em conjunto na resolução de problemas concretos e na procura de soluções inovadoras e, assim, ganhar escala para poder intervir no estrangeiro.

O facto da FEUP integrar desde o primeiro momento este consórcio nacional de dinamização do setor da ferrovia, tema que promete ocupar um lugar de destaque no próximo programa de governo, demonstra que esta é uma das áreas em que a Faculdade de Engenharia tem desenvolvido bastante trabalho. O Centro de Saber da Ferrovia, um dos centros de excelência da FEUP, tem apostado fortemente em desenvolver investigação ao mais alto nível neste setor. Aliás, muito recentemente foi aprovado pela Comissão Europeia um financiamento para um consórcio de países europeus com know-how em material de ferrovia, no âmbito do H2020.

Com um financiamento de 900 milhões de euros, este consórcio europeu dedica-se sobretudo a desenvolver projetos de inovação ligados à indústria da ferrovia. A participação da FEUP neste projeto vai centrar-se na criação de novos sitemas para a via, ao nível da infra-estrutura: desenvolvimento de sistemas de monitorização e do comportamento das infra-estruturas, também ao nível das pontes e túneis. Questões relacionadas com a eficiência energética também vão ser alvo de estudos por parte de investigadores e estudantes de doutoramento, num total de 15 pessoas da Faculdade de Engenharia.

Parceiros reunidos na FEUP

A Plataforma Ferroviária Portuguesa conta já com 40 associados, que estiveram reunidos no passado dia 16 de dezembro, na FEUP, para a primeira Assembleia Geral. A sessão contou com a participação de pessoas ligadas à experiência da Plataforma Tecnológica Ferroviária Espanhola (PTFE), um projeto com objetivos muito semelhantes ao da Plataforma Ferroviária Portuguesa, mas que se iniciou em 2005 e tem já mais de 400 associados.. Ángeles Táuler, responsável da PTFE, falou da necessidade de acrescentar valor às propostas que existem no domínio da ferrovia e da mais-valia que existe em trabalhar em conjunto. O momento de viragem aconteceu a partir do momento em que venceram o concurso internacional de criação da linha de alta velocidade na Arábia Saudita, também conhecida como o TGV do deserto, cujos primeiros testes ocorreram em maio de 2015.