FEUP dá as boas-vindas a 250 estudantes estrangeiros

Estudantes trazem na bagagem a expectativa de que os próximos meses sejam sinónimo de aventura e oportunidade para contactar com uma realidade cultural, económica e com um sistema de ensino diferentes. (Foto: Egídio Santos)

É uma das maiores “delegações” de estudantes estrangeiros na Faculdade de Engenharia da Universidade Porto (FEUP). A partir desta segunda-feira, dia 30 de janeiro, juntam-se à comunidade FEUP mais de 250 novos estudantes, oriundos de 41 países espalhados pelo globo. Com o objetivo de os receber da melhor forma e também facilitar a integração no segundo semestre letivo, está a ser preparada uma semana com atividades que permitirá aos estudantes conhecer os cantos à nova casa, mas também da cidade do Porto.

Prolongando-se até 10 de fevereiro, o programa de acolhimento arranca com dois dias dedicados à apresentação da Faculdade, com direito a uma visita ao campus da FEUP e apresentações dos grupos estudantis que fazem parte da Faculdade de Engenharia. Previsto está ainda um momento de convívio – a house warming party, onde os estudantes poderão conhecer-se num registo informal enquanto partilham entre si um prato/doce típico da sua região.

Do plano de atividades destaque também para o dia 2 de fevereiro, todo ele dedicado a explorar a cidade do Porto. Além de uma visita à Câmara Municipal do Porto e à Avenida dos Aliados, o programa inclui ainda um almoço no café Piolho e uma visita à Casa da Música da parte da tarde.

Inserida no programa alargado de softlanding, esta iniciativa conta ainda com outras ações de acolhimento e integração social e académica: um curso intensivo de Português para estrangeiros e ainda o programa de voluntariado ‘FEUP Buddy’ que para este semestre ano juntou 57 estudantes em regime voluntário, da FEUP, para “apadrinhar” estes estudantes estrangeiros que vão chegar nos próximos dias. O principal objetivo é facilitar o processo de integração destes novos estudantes de uma forma personalizada desde o primeiro momento em que chegam a Portugal.

Depois de, no ano de 2012/2013 a Faculdade de Engenharia ter sido invadida por 500 estudantes estrangeiros, na sua maioria oriundos do Brasil, devido ao incentivo do governo brasileiro da altura e do programa Ciência sem Fronteiras, assiste-se novamente a um boom de estudantes estrangeiros. No total, este ano letivo de 2016/2017, a FEUP iguala esse recorde de 2012/2013 ao receber quase 500 estudantes estrangeiros. “Na nossa óptica, este aumento de estudantes de mobilidade estrangeiros deve-se à visibilidade e reconhecimento da FEUP a nível internacional, mas fundamentalmente ao desenvolvimento da cooperação interuniversitária na U.Porto, e ao reforço das ligações entre a FEUP e as instituições parceiras”, considera Rosário Trindade, responsável da Divisão de Cooperação da FEUP.

“A estas razões acresce o facto de haver uma valorização crescente da experiência de mobilidade internacional, pois um diplomado com essa valência é sempre mais requisitado pelo mercado de trabalho”, admite Miguel Nunes, da Divisão de Cooperação da FEUP. “Há ainda que ter em conta que Portugal é um país acolhedor (e é um dos destinos favoritos de quem quer estudar no estrangeiro), em que as pessoas são amigáveis e têm, em geral, um bom nível de inglês. E depois, não nos podemos também esquecer que o Porto é um destino que está na moda”, remata Miguel Nunes.

Mais informações aqui.