Estudantes da FEUP participam em competição internacional

120 estudantes provenientes de 12 países e 37 universidades participaram nas três edições anteriores da competição. (Foto: Indra)

Uma equipa de estudantes da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) vai participar na quarta edição do concurso internacional universitário Indra Future Minds Competition, lançado pela Indra, uma das principais multinacionais de consultoria e tecnologia da Europa. Em jogo está um apelativo prémio final – um contrato com a Indra num dos países participantes na competição.

No Indra Future Minds Competition os participantes enfrentam alguns dos desafios atuais do mundo empresarial: trabalhando sempre num cenário multicultural e tecnológico, terão de utilizar ferramentas colaborativas em ambientes virtuais ou desenvolver capacidades distintas à capacidade técnica, como o trabalho em equipa.

A competição vai reunir um total de 16 equipas, com cerca de três estudantes cada, eleitos por cada universidade ou pela multinacional. Depois de formadas as equipas, segue-se a resolução de vários enigmas, baseados em projetos reais da Indra, que vão desde o desenho de uma solução educativa na cloud, até ao teste de um sistema internacional integrado de vigilância de fronteiras marítimas, uma plataforma tecnológica completa para o setor dos seguros ou o desenvolvimento de um projeto de observação da Terra.

A primeira fase da competição é virtual e os estudantes vão colaborar e competir com universitários de nove países – Brasil, Colômbia, Chile, Espanha, Filipinas, Itália, México, Panamá e Perú. Os participantes interagem virtualmente com profissionais da Indra, já que cada enigma conta com uma aula virtual e um encontro digital, lecionados pelos responsáveis do enigma dentro da multinacional, para explicação dos detalhes do projeto e resposta a dúvidas que surjam na elaboração do trabalho.

Após vencerem a fase virtual e terem conquistado um lugar na final (que se realiza este ano na sede da multinacional na Cidade do México), os estudantes apurados são separados da sua equipa original. Esta última fase combinará atividades lúdicas e de conhecimento da Indra, com a resolução de enigmas. Todos os estudantes das quatro equipas que se tenham classificado para esta fase recebem um tablet como prémio de participação e o grande finalista conquista o contrato com a Indra como prémio final.

120 estudantes provenientes de 12 países e 37 universidades já participaram nas três edições anteriores desta competição. O grande objetivo é o de proporcionar uma experiência internacional aos três membros da equipa vencedora, que os ajude a desenvolver um perfil global tendo, por seu lado, a Indra a oportunidade de incorporar na empresa, o melhor talento, esteja aonde este estiver.

A multinacional Indra pretende com este concurso oferecer aos estudantes uma experiência internacional e multicultural através das ferramentas de trabalho virtual. Mais informações aqui.

Sobre a Indra

A Indra é a multinacional de consultoria e tecnologia líder na Europa e na América Latina, e uma das principais multinacionais em expansão nos mercados de economia emergente. A inovação é a base do seu negócio que tem como foco o cliente e a sustentabilidade. Com mais de 550 M€ investidos em I+D+i nos últimos anos, a Indra é uma das empresas europeias do setor com maior investimento nesta área. Tem clientes em 128 países, conta com 42.000 colaboradores e vendas de cerca de 3.000M€.

Em Portugal desde 1997 e com uma sólida equipa de profissionais com elevada especialização, o negócio da Indra assenta numa estratégia de criação de valor, com uma oferta de gestão global em função das necessidades de cada cliente, que passam pela consultoria, o desenvolvimento de projectos, a integração e implementação de soluções, até ao outsourcing de sistemas de informação e de processos de negócio, dentro dos diversos mercados em que a empresa opera tais como, Serviços Financeiros, Utilities e Energia, Segurança e Defesa, Transporte e Tráfego, Administração Pública e Saúde, Indústria e Comércio e Telecomunicações.