Estudantes da FMUP promovem rastreios gratuitos na ‘Corrida do Dia do Pai’

A hipertensão é o principal fator de risco para o AVC, afetando 42% da população portuguesa.

Os rastreios destinam-se sobretudo a pessoas com maior risco de doença cardiovascular. (Foto: DR)

A Associação de Estudantes da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) vai estar este domingo, 15 de março, no Queimódromo do Porto (Estrada da Circunvalação), a realizar rastreios cardiovasculares gratuitos à população.

Os rastreios – de tensão arterial e glicemia – decorrerão à margem da “Corrida do Dia do Pai” (organizada pela Runporto), cujos fundos angariados reverterão a favor do Projeto “Um Lugar para o Joãozinho”.

“O nosso público-alvo não são os atletas. Na verdade, queremos prestar um serviço à população da cidade, especialmente aos que podem estar em maior risco cardiovascular, enquanto proporcionamos aos estudantes da Faculdade de Medicina a oportunidade de treinar aptidões de comunicação médica”, explica Diogo Costa, do Departamento de Ação Comunitária da Associação de Estudantes da FMUP.

A 12ª. Corrida do Dia do Pai tem início às 10h00, com partida e chegada no Queimodromo (Parque da Cidade). Mais informações aqui.

Recorde-se que não é a primeira vez que a AEFMUP se dedica à realização de atividades dirigidas à comunidade. Entre os projetos passados incluem-se o “Hospital dos Pequeninos”, rastreios diversos e celebrações de dias temáticos (como o Dia Internacional da Mulher e o Dia Mundial da Luta Contra a SIDA) que têm conseguido aproximar a população dos estudantes de Medicina.