Estudante da FMUP é a nova “líder” dos estudantes de Medicina portugueses

Ana Rita Ramalho frequenta o 5.º ano do Mestrado Integrado em Medicina da FMUP. (Foto: DR)

Ana Rita Ramalho, estudante  da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), é a nova presidente da Associação Nacional de Estudantes de Medicina (ANEM) para o ano de 2017. A tomada de posse decorreu este domingo, dia 8 de janeiro, na Aula Magna da FMUP.

A ANEM representa os cerca de 12.000 estudantes de Medicina em Portugal, constituindo atualmente uma das mais dinâmicas e interventivas entidades de Representação Estudantil do país. Uma realidade que Ana Rita Ramalho pretende aprofundar durante um mandato para o qual coloca no topo das prioridades “uma maior aproximação da ANEM aos estudantes e à comunidade”, condição que avalia como “essencial para uma representação exímia dos verdadeiros interesses dos estudantes de Medicina portugueses, procurando corresponder às expectativas de um grupo estudantil exigente para consigo, e para com quem os representa.

Entre os “cavalos de batalha” que prometem mobilizar a ANEM durante o próximo ano incluem-se também a luta pela “adequação das capacidades formativas das Escolas Médicas” – traduzida por exemplo na “redução do número atual de ingressos nos cursos de Medicina em Portugal” – e a “defesa de que o acesso ao Internato Médico deverá ser garantido a todos os recém-graduados em Medicina”.

A nível interno, e tendo em vista a “otimização da intervenção da associação”, a nova líder da ANEM aponta ainda como “responsabilidade para o próximo ano” a “capacitação e formação” dos estudantes de Medicina, mas também dos associados e restantes parceiros, entre os quais se inserem os ministérios da Saúde e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, bem como as Comissões Parlamentares da Saúde e da Educação e Ciência ou a Ordem dos Médicos.

“Continuaremos trabalhar na prioridade que é e sempre será a defesa de um ensino médico de qualidade como condição essencial à formação de médicos autónomos e especializados, e à sustentabilidade de um Serviço Nacional de Saúde eficiente e que sirva as necessidades da população portuguesa”, aponta Ana Rita Ramalho, rematando com o desejo de uma ANEM “inclusiva, representativa e consequente”.

Na Faculdade de Medicina da U.Porto desde 2012, Ana Rita Ramalho frequenta atualmente o 5.º ano do Mestrado Integrado em Medicina. Em 2015, desempenhou funções como vice-presidente da Associação de Estudantes da FMUP (AEFMUP).