Docentes da Universidade Timor Leste concluem mestrado na FEUP

(foto: D.R.)

Os quato docentes timorenses passaram 2,5 anos na FEUP (foto: D.R.)

No dia 21 de julho realizou-se o almoço comemorativo que assinalou a conclusão do curso de Mestrado Integrado em Engenharia Civil (MIEC) da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) por quatro docentes da Universidade Nacional de Timor Leste (UNTL).

Alfredo Ferreira, Francisco Ximenes, Humbelina Viegas e Marcelo Marques frequentaram o MIEC ao abrigo do Projeto SIDNUET que visou o desenvolvimento institucional e a formação de pessoal docente para a UNTL, sendo financiado pelo programa Ásia-Link da Comunidade Europeia.

Os quatro docentes timorenses chegaram à Faculdade de Engenharia no final de novembro de 2013, tendo tido a possibilidade de frequentar em pleno o 2.º semestre do ano letivo 2013/2014. Durante dois anos e meio na FEUP, cada um deles realizou diferentes especializações: Estruturas, Geotecnia, Hidráulica e Vias de Comunicação, e nos seus trabalhos de dissertação é possível identificar aplicações específicas à realidade de Timor-Leste.

Desta forma, foi possível transmitir as bases não só para ensinar e formar sobre assuntos diretamente relacionados com o seu país, como também aumentar as competências nos docentes para que pudessem desenvolver sistemas construtivos e infraestruturas que poderão ajudar a criar melhores condições de vida em Timor-Leste.

Abel Henriques, docente da FEUP e diretor do Mestrado Integrado em Engenharia Civil (MIEC), reforça a importância deste tipo de iniciativas: “a ligação com instituições de ensino superior de países de língua oficial portuguesa é importante para criar ou fortalecer laços de cooperação que permitam consolidar o sistema educativo desses países, desenvolver oportunidades de cooperação nos dois sentidos e reforçar a utilização da língua portuguesa no mundo. O apoio dado pela FEUP deve ter em conta os perfis diferenciados das pessoas provenientes dessas instituições, definindo planos estratégicos específicos de forma a serem atingidos níveis de exigência esperados para os formados pela UP. Só desta forma os resultados obtidos atingirão um sucesso sustentado”.

O almoço de celebração foi fruto de uma iniciativa do Departamento de Engenharia Civil e do MIEC e realizou-se logo após a conclusão das provas de mestrado de três dos quatro docentes timorenses, defendidas nesse próprio dia durante a manhã.

  • Qian Naga Terus

    Muitos Parabens