Campanha nascida na FDUP leva cultura às prisões

ler na prisão (Foto: DR)

Iniciativa reuniu materiais suficientes para distribuir por prisões de todo o território continental. (Foto: DR)

Nasceu da necessidade de um recluso, mas cresceu de tal forma que vai conseguir chegar a milhares de reclusos de todo o país. Assim se faz o balanço da campanha “Um livro na prisão: uma janela para voar”, uma iniciativa promovida por André Lamas Leite, professor da Faculdade de Direito da Universidade do Porto (FDUP) que, ao longo dos últimos meses, recolheu mais de 9000 livros e vários artigos de roupa e calçado que serão agora doados às bibliotecas dos estabelecimentos prisionais de todo o país

A ideia da campanha surgiu após uma palestra que André Lamas Leite fez no Estabelecimento Prisional de Custóias, no concelho de Matosinhos. “Na visita que então fiz às instalações percebi que, para além da questão da sobrelotação, a biblioteca era um local muito frequentado pelos reclusos, principalmente para ler os jornais, mas que havia falta de livros”, aponta o docente que, em outubro de 2014, lançou a iniciativa no Facebook, assumindo como meta a recolha de mil livros para equipar o os estabelecimentos prisionais de Custóias e de Santa Cruz do Bispo.

A verdade é que, dois meses após o arranque, a iniciativa contava já com mais de nove mil livros e várias peças de roupa para homem e mulher, fruto da grande adesão, não só da “sociedade civil”, como de vários parceiros institucionais (câmaras municipais, instituições de solidariedade social mas também entidades como a Fundação de Serralves) que foram aderindo à causa. Uma realidade que permitiu reunir materiais suficientes para distribuir por estabelecimentos prisionais de todo o território continental.

“Num momento especialmente difícil da nossa vida coletiva, são atitudes como esta que nos permitem continuar a acreditar no nosso país.Para além disto, esta é uma oportunidade de refletirmos todos sobre o sistema prisional e o que, enquanto sociedade, dele desejamos”, sentencia André Lamas Leite.

É esse balanço que será feito esta quarta-feira, dia 14 de novembro, a partir das 14h30, no Salão Nobre da FDUP, durante a sessão que vai assinalar o encerramento oficial da campanha. Para além da entrega simbólica dos livros, a sessão servirá para refletir vários temas relacionados com a situação prisional em Portugal. A debatê-los estará um painel de convidados onde se contam os nomes de Miguel Vasconcelos (Diretor da FDUP), o Padre João Rodrigues (responsável pela Pastoral Penitenciária da Conferência Episcopal Portuguesa) e Rui Sá Gomes (Diretor-Geral da Reinserção e Serviços Prisionais).

A entrada é livre.