A geração “SUB-40” da U.Porto que cresceu e fez crescer a cidade

exposição Sub-40

Montagem da obra de Nuno Ramalho. (Foto: DR)

É a geração de artistas do pós-25 de Abril. São 30 criadores, de diferentes áreas artísticas e todos antigos estudantes da Universidade do Porto. Enquanto artistas-editores, artistas-curadores ou artistas-investigadores têm dinamizado a cidade do Porto com exposições, mostras de performances, performances-concerto, ciclos de conferências, ciclos de cinema, criação de diferentes espaços expositivos alternativos, publicação e edição de livros, entre outras ações no panorama artístico. Agora, estão reunidos em “SUB-40”, nome do projeto artístico que vai estar patente de 18 de outubro de 2014 a 11 de janeiro de 2015, na galeria da Biblioteca Almeida Garrett.

“SUB-40” é uma exposição coletiva que apresenta pintura, escultura, fotografia, instalação, vídeo, som, banda-desenhada, ilustração, design, publicações e múltiplos de artistas. Do programa fazem ainda parte duas mostras de performances, ciclo de cinema, ciclo de conferências, uma conversa com os criadores, o curador e convidados, o lançamento de um novo livro de Marco Mendes, da primeira publicação do coletivo de investigação em publicações de artista KRAFT e da publicação “SUB-40”. De 18 de outubro a 11 de janeiro, este projeto artístico pretende refletir sobre o papel do artista e o seu poder de atuação, transformação e construção da realidade (não somente artística).

Exposição Sub-40

Performance de Vera Mota. (Foto: DR)

Nesta que já é a segunda década do século XXI, e num contexto cultural, económico e social em mutação vão ser também abordadas as relações entre os criadores e os agentes do sistema artístico, a necessidade de implementação de espaços de criação, apresentação, partilha e reflexão geridos por artistas e a resistência dos criadores na cidade do Porto.

Os criadores convocados para o projeto “SUB-40” são o fragmento de uma comunidade maior que, desde a década anterior até ao presente, tem uma postura atuante face à conjuntura cultural do Porto e do país. São artistas ativos, dinamizadores da cultura na cidade, onde – paralelamente à criação artística – desenvolveram espaços de apresentação e partilha de trabalho que, com as instituições artísticas e espaços galerísticos, dilataram a oferta cultural da cidade e de Portugal, assumindo o papel de diversos agentes culturais ou convocando variados agentes do sistema artístico, entre os quais curadores/programadores, colecionadores, investigadores e comentadores críticos.

“SUB-40” é projeto artístico comissariado por José Maia para a Galeria Municipal Almeida Garrett, com o Pelouro da Cultura da Câmara Municipal do Porto, que se assume sem limites: de idade ou de qualquer outro tipo.