UPTEC e LIPOR promovem competição internacional para ideias cleantech

O projeto português eCO2blocks venceu a final internacional do ClimateLaunchpad em 2018. (Foto: DR)

Estão abertas as candidaturas para mais uma edição do ClimateLaunchpad, a maior competição cleantech do mundo, onde os finalistas vão receber um prémio de 17 mil euros. Em Portugal, este programa que apoia ideias que reduzam o impacto negativo no ambiente é promovido pela UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto e pela LIPOR – Serviço Intermunicipalizado de gestão de resíduos do Grande Porto.

Ao ClimateLaunchpad podem concorrer ideias de negócio cleantech – relacionadas com energias renováveis, eficiência energética, agricultura, água, transportes, tecnologia industrial e muito mais.

Os projetos selecionados para o programa vão receber apoio na gestão e validação da ideia de negócio, preparação para pitch e acesso à rede internacional de contactos do ClimateLaunchpad. A participação garante, ainda, a oportunidade de frequentar um bootcamp de dois dias com um formador certificado, sessões de mentoria, e a apresentação do negócio a um painel de especialistas nacionais e internacionais.

Em 2019 o vencedor da competição vai receber 10 mil euros, já o segundo e terceiro lugares vão ter um prémio de 5000 e 2500 euros, respetivamente.

As candidaturas para ideias portuguesas estão abertas até 26 de maio e podem ser feitas em www.climatelaunchpad.org/application-form.

Mais de 100 startups apoiadas

Desde a primeira edição do ClimateLaunchpad, em 2014, já se candidataram ao programa mais de 2500 ideias, tendo 111 startups recebido um investimento externo que ultrapassou os 15 milhões de euros. Em 2018, a competição reuniu mais de 1000 equipas de 49 países e foi ganha pelo projeto português eCO2blocks com uma solução que pretende criar blocos para a construção civil com resíduos industriais, dióxido de carbono e água não potável.