U.Porto desafia empreendedores do norte a criar startups

O prazo de candidatura para o programa “faststart PORTO 2017” termina a 3 de maio

A Startup Discoveries, em parceria com a Universidade do Porto, a Porto Business School e a Fábrica de Startups, acaba de lançar o programa de aceleração faststart PORTO 2017. O programa decorre entre 17 de maio e 28 de julho e tem como principal objetivo promover o empreendedorismo no norte de Portugal, através da criação de startups. Ao longo destes três meses, os participantes vão ter a oportunidade de desenvolver competências de liderança e gestão, em sessões de formação e mentoria. As candidaturas ao programa abrem na próxima quarta-feira, dia 5 de abril, na sessão de lançamento oficial do programa, que se realiza às 18h30, na Porto Business School.

O programa faststart PORTO 2017 permite que os empreendedores tenham acesso a um conjunto de ideias de negócio, que se podem tornar em potenciais startups de sucesso. A partir desta identificação e seleção – que são da responsabilidade da equipa coordenadora do projeto – os participantes são desafiados a percorrer todo o caminho necessário até à concretização do projeto. No projeto, os empreendedores têm acesso a 100 mil euros de financiamento e a 20 por cento do capital da startup que desenvolverem. Ao longo dos três meses de trabalho, os participantes terão oportunidade de conhecer e contactar com as tecnologias da U.Porto, acesso a um programa de validação de modelos de negócio e espaço para incubação na Porto Business School.

“A cidade do Porto é uma referência no que toca ao empreendedorismo. Diariamente, vemos nascer novos projetos e novas ideias que dão origem a start-ups altamente competitivas em cadeias de valor globais. A sinergia entre a Universidade do Porto e a Startup Discoveries vem precisamente contribuir para o reforço do posicionamento da cidade e do norte do país no panorama da economia nacional e europeia. Através do programa faststart PORTO 2017 vamos disponibilizar os recursos e, principalmente, desenvolver as competências necessárias a todos aqueles que têm vontade de inovar, empreender e ser diferente”, salienta Carlos Melo Brito, Pró-Reitor da Universidade do Porto.

A participação no programa destina-se a empreendedores com vontade de desenvolver uma ideia de negócio na área web e B2B (SaaS), com disponibilidade de 20 horas semanais e bom nível de inglês. No total, serão formadas seis equipas, compostas por dois elementos cada. As candidaturas ao programa são individuais e podem ser submetidas aqui, até dia 3 de maio.

No final do programa, a 28 de julho, as equipas participantes vão apresentar o projeto desenvolvido ao longo dos próximos três meses. Os quatro melhores projetos poderão transitar para um programa de crescimento – fastgrowth PORTO – apoiando, ao longo de nove meses, o processo de desenvolvimento da startup.